Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 inicia semana a crescer impulsionada pelo BES


O índice português fechou a subir 0,76% para os 6.196,330 pontos, perante um cenário de quedas nas restantes congéneres europeias. Madrid caiu 0,81%, Paris 0,48% e Frankfurt 0,08%.

Na NYSE Euronext Lisboa foram 14 as empresas cotadas a valorizarem e 6 a caírem. O setor bancário foi o mais próspero com todas as empresas a encerrarem no verde. Ricardo Almeida, da Patris Gestão de Ativos refere que o “PSI20 teve um bom desempenho relativo no contexto europeu, muito graças à forte subida do BES, que, não obstante ter apresentado na passada sexta-feira valores piores que o esperado para o resultado líquido do terceiro trimestre, conseguiu surpreender positivamente no desempenho da margem financeira”. O banco liderado por Ricardo Salgado cresceu 3,63% para os 0,941 euros. O Banif por seu lado valorizou 3,75% para os 0,008 euros, enquanto o BCP cresceu 2,89% para os 0,107 euros e o BPI 0,85%.

Na energia o final de sessão não foi positivo para a Galp Energia que caiu 0,32% para os 12,460 euros e para a EDP que desvalorizou 0,04% para os 2,669 euros. A renováveis por seu lado conseguiu valorizar 0,38%, enquanto a REN cresceu 0,69%.

Nas telecomunicações, destaque para a PT, que foi a única empresa do sector a conseguir valorizar, crescendo 0,45% para 3,360 euros. A maior queda do dia pertenceu mesmo à Zon Optimus, que desvalorizou 1,97%, enquanto a concorrente Sonaecom caiu 1,59% para os 2,236 euros.

As retalhistas fecharam ambas no verde, tendo a Jerónimo Martins crescido 0,94% para os 14,465 euros, enquanto a Sonae SGPS cresceu 0,20% para os 1,016 euros.

A nível mais macro, Ricardo Almeida acrescentou que os “índices de referência dos Estados Unidos continuam muito próximos dos máximos históricos atingidos recentemente”

Profissionais
Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos