Tags: Obrigações | Ações |

PSI-20 encerra de novo a crescer


Pela quinta sessão consecutiva o índice português fechou a crescer 0,59% para os 6.281,74 pontos. As restantes congéneres seguiram a mesma tendência: Madrid cresceu 1,13%, Paris 0,78% e Frankfurt 0,92%.

Marisa Cabrita, da Orey Financial, refere que  "num dia marcado pelas expectativas de que um acordo para terminar com o ‘shutdown’ parcial nos EUA está próximo, o Psi 20 acompanhou os restantes índices europeus, encerrando em terreno positivo e apenas a cerca de 74 pontos do máximo do ano. A EDP – Energias de Portugal subiu 1.99% enquanto que o Banif liderou as quedas a corrigir 9.09%. Também a Portugal Telecom encerrou em terreno negativo, a corrigir cerca de 1.12% depois de ganhos acumulados de 8%, nos últimos dois dias.”

Na NYSE Euronext Lisboa foram 16 as empresas cotadas a subir, 3 a cair e uma inalterada.

O setor bancário teve um final de sessão relativamente positivo, apenas com a já referida queda do Banif de 9,09%.  O BPI por seu lado, conseguiu 1,57% para os 1,100 euros. O BES subiu 0,29% para os 1,04 euros. O BCP manteve o mesmo valor da sessão anterior.

Na energia, todas as empresas conseguiram valorizar. Destaque para a EDP que subiu quase 2% para 2,56 euros, enquanto a Galp valorizou 0,96% para 12,67 euros. A REN conseguiu passar a barreira dos 1% para os 2,20 euros.

Nas telecomunicações a Zon Optimus conseguiu subir 0,20%, enquanto a Sonaeco chegou quase aos 1% de valorização. Por sua vez, a PT caiu 1,12% para os 3,610 euros. 

As retalhistas fecharam ambas em alta. A Jerónimo Martins conseguiu subir 0,21%, enquanto a Sonae SGPS foi maus audaz e valorizou quase 1%.

 

Profissionais
Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos