Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 encerra a crescer 0,33%


O índice português voltou a encerrar no verde para os 6.790,950 pontos, a par  da congénere espanhola, que cresceu 0,92%. Paris no entanto decresceu 0,47%, enquanto Frankfurt caiu 0,08%.

Para Ricardo Almeida, da Patris Gestão de Activos, "o dia de hoje foi marcado pela continuação de um desempenho relativo bastante forte do mercado de acções nacional, destacando-se a forte subida do BPI. A Sonae Indústria anunciou ao mercado que uma sua participada em França recebeu uma proposta de venda de duas unidades de negócio, potenciando esta informação uma subida superior a 8% do preço da acção. Taxa de juro em mercado secundário da dívida soberana de Portugal continua a cair de forma significativa, reflectindo expectativas optimistas face à análise da agência de rating Moodys a ser divulgada na próxima sexta-feira, dia 10".

Na NYSE Euronext Lisboa foram apenas 5 as empresas cotadas a desvalorizarem, enquanto as restantes ficaram no verde.

No sector bancário o BES decresceu 0,09% para os 1,132 euros, enquanto o Banif caiu 0,91% para os 0,011 euros. A crescer encerrou o BCP que subiu 0,176  euros. O melhor desempenho dia no sector pertenceu ao BPI que cresceu 5,21% para os 1,334 euros.

Na energia a EDP cresceu 0,34% 2,690 euros, enquanto a EDP renováveis conseguiu valorizar 1,82% para os 3,969 euros. A REN subiu 1,40% para os 2,312 euros, enquanto a Galp Energia subiu 0,46% para os 11,920 euros.

Nas telecomunicações a Zon Optimus cresceu 0,55% para os 5,530 euros, enquanto a Sonaecom aumentou 1,23% para os 2,630 euros. A PT por seu lado caiu 0,29% para os 3,400 euros.

Nas retalhistas, os resultados foram distintos. A Jerónimo Martins caiu 0,70% para os 14,150 euros, enquanto Sonae SGPS não foi além dos 0,18% de crescimento.

Nesta sessão destaque para a Sonae Indústria que cresceu 8,27% para os 0,668 euros. 

Profissionais
Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos