Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 encerra a cair em cenário de subidas europeias


O índice português fechou a sessão desta sexta-feira a cair 0,17% para os 6.353,050 pontos. Nas restantes congéneres europeias, a performance foi distinta. Madrid valorizou 0,09%, Paris 0,72% e Frankfurt 0,96%.

Na NYSE Euronext Lisboa foram 12 as empresas portuguesas a caírem, enquanto 6 conseguiram valorizar. 2 mantiveram os mesmos resultados da última sessão.

Nuno Marques, do Banif,  refere que "esta semana foi a mais negativa para os mercados accionistas europeus desde Agosto de 2013, com o índice de referência, Euro Stoxx50, negativo c3.5%, tendo o PSI-20 registado uma performance ligeiramente acima deste índice (-2.81%) . No mercado nacional gostaria de destacar o BCP (+4.22%), que continuou a sua tendência positiva iniciada no mês de Outubro, a beneficiar da redução do prémio de risco português e da decisão, em Espanha, relativa à incorporação para efeitos de rácios de capital dos activos fiscais diferidos. Pela positiva daria ainda destaque à Mota Engil (+2.45%), que foi capaz de atrair os investidores com a expectativa da operação da Mota Engil África. Pela negativa realço algumas empresas com perfil mais defensivo, como a Jerónimo Martins (-6.25%), Sonae SGPS (-5.2%) e Galp Energia (-4.6%), a serem penalizadas pelo maior peso que os investidores internacionais têm no seu capital. "

O sector bancário encerrou misto. O BCP conseguiu valorizar 0,89% para os0,136 euros, enquanto o BES encerrou a subir 0,31% para os 0,985 euros. O BPI por seu lado encerrou a cair 1,19% para os 1,166 euros, enquanto o Banif manteve os mesmos valores da última sessão.

Na energia, apenas a Galp conseguiu crescer 0,09%. As restantes empresas do sector encerraram a cair. A EDP renováveis caiu 0,98% para os 3,743 euros, enquanto a EDP caiu 0,67%. A REN, por seu lado, recuou 0,05%.

No sector das telecomunicações o final de sessão também foi de quedas. A Sonaecom encerrou a desvalorizar 0,63% para os 2,508 euros, enquanto a Zon Optimus registou uma queda de 0,06%. A PT manteve os mesmos valores da sessão anterior.

As retalhistas também encerraram ambas a cair. A Jerónimo Martins caiu 0,80%, enquanto a Sonae SGPS recuou 0,86%.

De destacar a boa performance da Mota-Engil que encerrou a crescer 3,60%. 

Nuno Marques concluiu ainda que "fora do universo das acções destaque para o movimento das yields de referência dos principais mercados globais (Alemanha +10pb e EUA +6.5pb), com dados macro económicos a surpreenderem pela positiva e o mercado a antecipar o início do tapering  nos EUA. Com este movimento de yields os restantes mercados accionistas globais também foram penalizados ao longo desta semana: S&P500 -0.3% a esta hora, Nikkei -2.3% e Emergentes -2% até ao dia de ontem.". 

Profissionais

Próximos eventos