Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 encerra a cair 0,23%


O índice português encerrou esta semana a cair 0,23% para os 6.381, 480 pontos, em linha com as restantes congéneres europeias. Madrid encerrou a cair 0,91%, Paris decresceu 1,24% e Frankfurt 0,86%.

Na NYSE Euronext Lisboa foram 10 as empresas cotadas a caírem, enquanto outras 10 conseguiram ficar no verde.

A confirmar o mau resultado europeu, Marisa Cabrita, da Orey Financial, refere que "depois da subida de ontem, a sessão encerra na Europa em terreno negativo com os investidores a aguardarem com expectativa a reunião da Reserva Federal Norte-Americana que termina amanhã". A especialista acredita ainda que "depois dos recentes dados sobre a economia americana as expectativas de que a FED possa antecipar a redução do programa de compra de títulos de dívida já para este mês têm pesado no sentimento dos investidores. No dia em que foi conhecido que a confiança dos investidores alemães aumentou em Dezembro, pelo quinto mês consecutivo, o Psi20 derrapou 0.23% liderado pela Mota-Engil, Banco Espírito Santo e Altri. A Portucel, Jerónimo Martins e EDP  impediram maiores quedas.”

O sector mais afectada no dia de hoje, foi a banca, cujas empresas encerraram todas no vermelho, à exceção do BPI que valorizou 0,09% para os 1,170 euros. A maior queda pertenceu ao BES que caiu 1,69% para os 0,988 euros. O BCP decresceu 0,41% para os 0,146 euros. O Banif caiu 1,05% para os 0,009 euros.

Na energia, o final de sessão foi misto, com a EDP a crescer 0,38% para os 2,650 euros, enquanto a EDP Renováveis caiu 0,18% para os 3,799 euros. A REN  cresceu 0,09% para os 2,240 euros, enquanto a Galp energia caiu 1,04% para os 11,440 euros.

Nas telecomunicações, o final de sessão foi positivo com todas as empresas no verde. A Zon Optmus cresceu 0,22% para os 5,421 euros, enquanto a Sonaecom valorizou 0,31% para os 2,580 euros. A PT cresceu 0,06% para os 3,212 euros.

As retalhistas encerraram ambas a crescer. A Jerónimo Martins cresceu 0,67% para os 14,300 euros, enquanto a Sonae SGPS encerrou a valorizar 0,10% para os 1,044 euros. 

Profissionais
Empresas

Próximos eventos