Tags: Obrigações | Ações |

PSI 20 cai pelo segundo dia consecutivo


O índice português voltou a desvalorizar, desta vez 0,64% para os 5.958,870 pontos, acompanhando a tendência das restantes praças europeias. Madrid fechou a encerrar 0,67%, Paris 0,77% e Frankfurt 0,42%.

Marisa Cabrita, da Orey Financial,  diz que a "paralisação parcial do sector público nos EUA e ausência de perspectivas de entendimento entre Democratas e Republicanos continuam a contribuir para penalizar a performance dos índices accionistas".

Na NYSE Euronext Lisbon foram 7 as empresas cotadas a valorizarem, 10  caírem, e 3 a manterem os mesmos resultados da sessão anterior.

No setor bancário o final de sessão foi misto, com o BCP a cair 3,00% para os 0,097 euros, mas com o BES e o BPI a conseguirem valorizar. O BES conseguiu crescer 0,33% para os 0,921 euros, enquanto o BPI registou o melhor desempenho da sessão valorizando 4,00% para os 1,04euros.

Marisa Cabrita também dá conta desta performance mista do setor, e acrescenta que "no dia em que foi conhecido que a dependência do financiamento do BCE por parte da banca nacional voltou a aumentar em Setembro e que o crédito malparado atinge máximos históricos, o sector bancário apresentou performances distintas. O BPI encerrou a sessão a subir 4% enquanto que o BCP encerrou a derrapar 3%".

Para a Energia, o final de sessão foi de quedas. A EDP encerrou a cair 0,90% para os 2,522 euros, enquanto a EDP renováveis desvalorizou 0,24% para os 3,791 euros. A Galp Energia também no vermelho desvalorizou 1,41% para os 12,225 euros.  A REN manteve os mesmos resultados da última sessão. 

"A EDP encerrou a cair 0.90%, afectada pelas medidas anunciadas pelo Governo Português para as energéticas", refere o membro da Orey Financial. 

O setor mais positivo do final da sessão foi o das Telecomunicações, com a Zon Optimus a crescer 0,32% para os 4,715 euros, e a concorrente Sonaecom a valorizar 1,20% para os 2,186 euros. A PT, no entanto, encerrou no vermelho desvalorizando 1,19% para os 3,398 euros.

Nas retalhistas os desfechos foram distintos, com a Sonae SGPS a conseguir crescer 0,11% para os 0,928 euros, enquanto a Jerónimo Martins caiu 0,28% para os 14,000 euros. 

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos