“Pretendemos responder ao desafio da diversificação e da busca de retorno”


O BBVA Multiactivo Moderado é o mais recente produto de pensões da BBVA Asset Management e apresenta-se como um fundo que se adapta ao longo período de crescimento moderado e com taxas de juro nominais muito baixas, que atualmente se antevê.

Como se estrutura o produto?

Conjugando a gestão ativa e a gestão global, com este fundo de pensões aberto, da entidade procuram “responder precisamente ao desafio de diversificação e da busca de retorno, quer pela possibilidade de manobra num intervalo de alocação de ativos bastante amplo, quer pela tipologia de ativos com que o fazemos e que nos permite facilmente mudar de direção em função das circunstâncias e visão de mercado da BBVA Asset Management”, diz Adelaide Marques Cavaleiro.

Outro dos factores assinalados, e que da BBVA AM consideram diferenciador, é “o rigoroso processo de seguimento do investimento através de sofisticadas ferramentas”, o que significa que se pode “tirar partido da correlação dos diferentes ativos e das distintas geografias” traduzindo-se num “maior controlo de risco e melhor binómio risco-retorno”.

Know how de terceiros

Usando um processo de investimento que classificam como “sólido”, este assenta na seleção e na gestão dinâmica de ideias. “Recorremos a fundos de terceiros, das mais conceituadas e importantes casas internacionais da indústria”, dizem, referindo que selecionam os “fundos de acordo com rigorosas metodologias e ferramentas de análise e de controlo de risco com a chancela BBVA, integrando-os na carteira de acordo com a alocação de ativos que pretendemos construir a cada momento”, referem.

Apostar em ativos globais

Da casa explicam que numa perspetiva de otimizar a rentabilidade, o risco e a liquidez, “o fundo investirá mais de 50% do seu património numa carteira global composta por unidades de participação de OIC”. Apenas pontualmente existirá o investimento em ETFs, “caso a equipa de gestão considere que para uma ideia de investimento concreta este veículo é mais eficiente do que um fundo” de gestão ativa.

O BBVA Multiactivo Moderado “detém um intervalo de alocação de ativos ao mercado accionista de 30%-70%, maioritariamente em ativos de mercados da OCDE”. Acrescentam ainda que “no presente a exposição a ações representa cerca de 50% da carteira”. Ao nível da componente obrigacionista, a carteira, “no conjunto, tanto em crédito como em high yield detém cerca de 20%”. Realçam, no entanto, que por ser um fundo lançado recentemente, encontra-se em fase de estabilização e, por isso, “a percentagem em liquidez é de cerca de 30%”.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos