Tags: Obrigações | Ações |

Portugal vai reduzir o défice: a crença da Fitch


Na opinião da Fitch, os cortes protagonizados pelo Tribunal Constitucional no passado dia 14 de agosto são de louvar. Numa nota que a agência financeira emitiu recentemente, a entidade refere que “a última decisão do Tribunal Constitucional português, de aprovar parcialmente as medidas do lado da despesa, reduz no curto prazo o risco de consolidação das contas públicas e permite ao Executivo continuar o esforço para atingir as metas orçamentais este ano", pode ler-se.

No entanto a agência de notação financeira avisa que “as consequências para a redução da dívida vão depender se Portugal consegue ou não sustentar o seu regresso ao crescimento económico”.

No mesmo comunicado a entidade diz acreditar que a decisão escolhida pelo Tribunal Constitucional reforça a expectativa de que Portugal irá cumprir os seus objetivos orçamentais em 2015. “O atual panorama reforça a nossa perspetiva de que Portugal irá atingir a meta orçamental de um défice de 4% do PIB, um número abaixo dos 4,5% do ano passado”. Adiantam também uma “previsão de redução ainda maior para 2.7% em 2015, altura em que o governo planeia outra forte redução na despesa”.

Da Fitch salientam também que esta visão é suportada pela “performance fiscal sólida em 2014, e pelo track record das autoridades em encontrarem medidas de compensação para as anteriores regras”. 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos