Portugal já não é país preferido dos OICVM


A diferença cifra-se em 16 milhões de euros, mas é o suficiente para o Luxemburgo voltar a ser o mercado preferido dos OICVM, segundo o último relatório mensal da CMVM. A mudança ocorre depois de seis meses em que o mercado português era o predileto, ou seja, desde de outubro do ano passado.

No final de maio, o valor investido em Portugal pelos OICVM era de 1.240 milhões de euros, um decréscimo de 24 milhões de euros face ao que valor do mês anterior. Já o valor aplicado no Luxemburgo cresceu 7 milhões de euros para os 1.256 milhões de euros.

Obrigações é no Luxemburgo

Entre os diversos ativos discriminados pelo regulador, as obrigações são o grande suporte do investimento nacional no Luxemburgo com 1.174 milhões de euros, ficando o Reino Unido logo atrás com 670 milhões de euros e com Portugal a fechar o top 3 com 515 milhões de euros.

Dívida Pública é italiana

Entre a dívida pública, mais de 35% dos1.415 milhões de euros está aplicada em Itália. Portugal aparece logo de seguida com 374 milhões de euros e a Grécia com 162 milhões de euros. Os três países periféricos representam mais de 70% do total investido em dívida pública por parte dos OICVM.

Portugal...acionista

Nos títulos mais arriscados, aparece Portugal na linha da frente com os OICVM a investirem 346 milhões de euros, seguido do mercado norte-americano mais de 226 milhões de euros e pelo francês com 137 milhões de euros. Os três países representam cerca de 55% do total do investimento em ações.

Evolução do investimento por parte dos OICVM em Portugal e no Luxemburgo, desde janeiro de 2011

 

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos