Tags: Obrigações | Ações |

Portugal continua a financiar-se com a taxa mais baixa de sempre


A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) colocou hoje, quarta-feira, 1.250 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro com dois prazos diferentes: 3 e 11 meses.

No primeiro caso foram colocados 250 milhões de euros a uma taxa média de 0,061% com a procura (bid-to-cover) a superar a oferta em 4,26 vezes. Não foi a taxa mais baixa de sempre para esta maturidade, já que em setembro passado colocou 250 milhões a uma taxa de 0,052%.

Já o financiamento com o prazo maior atingiu a taxa de juro mais baixa de sempre ao situar-se em 0,138%. Estes mil milhões de euros tiveram o dobro da procura em relação à oferta.

Para Filipe Silva, diretor da Gestão de Activos do Banco Carregosa, estes records ajudam a “baixar o custo médio da dívida portuguesa. Outro dado que se mantém: as incertezas gregas não têm contagiado a dívida portuguesa.”

Próximo leilão daqui a um mês

Segundo o calendário publicado pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública o próximo leilão vai ocorrer exatamente daqui a um mês, no dia 18 de março. O Montante indicativo situa-se entre os 1.000 e os 1.250 milhões de euros, com os prazos de maturidade a oscilarem entre 6 e 12 meses.

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos