Porquê investir em Multi-Ativos?


A "procura da rendibilidade", um tema recorrente nos círculos do investimento durante anos, intensificou-se à medida que os rendimentos de obrigações soberanas afundaram para os seus níveis mais baixos de sempre, ao mesmo tempo que a turbulência do mercado pouco diminuiu desde a crise financeira de 2008 e o crescimento económico permanece lento.

Os investidores enfrentam cada vez mais o desafio de alcançarem um rendimento previsível e positivo. E com taxas de juro próximas ou mesmo inferiores a zero, deter liquidez não é opção.

Os investimentos em classes de multi-ativos oferecem, a um crescente número de investidores, soluções flexíveis e adaptáveis para alcançarem os seus objetivos de investimento. Ao investir numa gama alargada de classes de ativos, as estratégias multi-ativos permitem o acesso a carteiras diversificadas de ativos e exploram as oportunidades globais de investimento no momento e no local em que surgem.

Com as taxas de crescimento, desemprego e inflação a variarem substancialmente nas economias desenvolvidas e emergentes, e com as autoridades monetárias nas diferentes regiões a executarem políticas muito diferentes, criam-se oportunidades para os investidores que podem investir dinamicamente em várias classes de ativos de uma forma global. 

Um outro benefício dos investimentos da classe de multi-ativos é, naturalmente, a diversificação inerente a uma carteira global, em que os investimentos estão distribuídos por várias classes. Este factor reduz o risco e a volatilidade comparativamente à detenção de uma única classe de ativos. 

Os fundos de investimento em geral oferecem várias vantagens relativamente ao investimento direto. Os participantes podem aproveitar as economias de escala criadas por uma grande concentração de investimento, enquanto os gestores do fundo podem dedicar o seu conhecimento e atenção às carteiras e efetuar negociações às tarifas o mais reduzidas possível. Estas vantagens são ainda mais potenciadas no caso dos fundos multi-ativos, que podem usar as economias de escala na criação de carteiras bem diversificadas, distribuídas por regiões e classes, por uma fração do custo que o investidor médio teria de pagar.

Dados da Lipper mostram que os fundos multi-ativos foram a categoria de fundos mais popular entre os investidores Europeus, com entradas de 71 mil milhões de euros em 2014. O mesmo verificou-se em 2013, quando os fundos de investimento multi-ativos atraíram mais de 62 mil milhões de euros. Estes fluxos representaram mais do dobro dos pertencentes à categoria posicionada em segundo lugar - os fundos de obrigações flexíveis -- que registaram entradas de cerca de 29 mil milhões em 2013 e cerca de 32 mil milhões de euros  em 2014.

Porquê investir no ING (L) Invest First Class Multi Asset Fund?

Uma análise realizada pelo ING Investiment Management, centrada em 20 dos maiores e mais conhecidos fundos multi-ativos, gerindo mais de 170 mil milhões de euros em ativos combinados sob gestão, revela uma grande variedade de rentabilidades e de risco. Neste grupo de fundos, os rendimentos anuais antes de comissões durante os últimos 3 anos até janeiro de 2015 atingiram uma média de 6,6%. Contudo, tanto a rentabilidade individual de cada um dos fundos, como o seu enfoque de investimento e risco assumidos para alcançar a dita rentabilidade variam muito. Embora o fundo de melhor desempenho neste grupo tenha gerado 10,5% anualmente antes de comissões durante os últimos 3 anos, este valor foi de apenas 1,8% para o fundo com pior desempenho. Ao mesmo tempo, o mais arriscado destes fundos apresentou uma volatilidade anualizada de 9,0% durante este período, enquanto esta foi de apenas 2,1% para o fundo que assumia menos risco.

O ING (L) Invest First Class Multi Asset, obteve um retorno anualizado de 8,11% nos três anos anteriores ao final de janeiro de 2015. O fundo posiciona-se no primeiro quartil  em termos de rentabilidade ajustada ao risco. A nossa abordagem ao investimento é normalmente "inconsciente de comparações", significando que o fundo não se mede relativamente a qualquer referência específica e tem como objetivo a entrega de rendimentos totais positivos em todas as circunstâncias de mercado, em oposição aos fundos orientados para a comparação.

O ING(L) Invest First Class Multi Asset Fund procura atender a necessidade dos clientes de uma solução de investimento integrada, que combine vários objetivos de investimento: crescimento de capital, diversificação de classes de ativos e risco limitado de perdas. Para alcançar estes objetivos, gerimos uma carteira multi-ativos global e diversificada que investe dinamicamente nas classes de ativos mais atraentes, ao mesmo tempo que limita o risco de perdas usando restrições de volatilidade e distribuição, e uma abordagem ao investimento que considera o risco. O First Class Multi Asset Fund persegue um retorno  bruto anualizado de Euribor a um mês de +3% a cinco anos, com um target de volatilidade de cerca de 5%.

No final de janeiro de 2015, o fundo tinha gerado um rendimento anual de 8,55% desde a sua criação, em outubro de 2011, muito superior ao seu objetivo fixado em termos de rentabilidade. O fundo alcançou este resultado com uma volatilidade de apenas 3,7%, o que resulta num rácio sharpe de 2,25%. Em 2014, a rentabilidade do fundo foi de 10,54%.

O ING (L) Invest First Class Multi Asset Fund é gerido por três gestores da premiada Equipa Multi-Ativos da ING IM: Ewout van Schaick, Niels de Visser e Mark Robertson. A boutique conta com mais de 20 profissionais e tem cercas de 23.000 milhões de ativos sob gestão.

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos