Tags: Emergentes | Latam |

Poder público é quem mais investe


22,3 mil milhões de reais é o valor, desde do início do ano, que o poder público investiu em fundos de investimento, sendo que a categoria favorita são os fundos de curto prazo (mais de metade do investimento, 12,1 mil milhões). Depois dos fundos de curto prazo, são os fundos de renda fixa que mais investimento apresentam, por parte do poder público, com mais de 8 mil milhões de reais.

Em segundo lugar, aparecem as Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) de empresas públicas, com mais de 17 mil milhões de reais de captação líquidas desde do início do ano. Aqui, nota-se um maior investimento em fundo de obrigações, afastando-se dos multimercados (subscrições líquidas negativas de 3 mil milhões).

Em terceiro lugar vem o segmento de private, com mais de 13 mil milhões de reais, com o maior investimento a acontecer na categoria de multimercados.

Algumas negativas

Existem alguns segmentos de investidores, com captações líquidas negativas desde do início do ano. O grande destaque vai para a categoria “varejo de alto rendimentos”, com subscrições líquidas de -4,7 mil milhões de reais. Também as Entidades Fechadas de Previdência Complementar (EFPC) de empresas privadas apresentam um valor negativo assinalável, ao atingir quase 4 mil milhões de reais.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos