Tags: Estilo |

Petiscos e sofisticação: a fórmula ideal


Algumas das iguarias nacionais, e que a maioria dos portugueses tanto apreciam, podem também ser servidas com um toque de requinte e inovação. Se existem dias em que o que mais lhe apetece é sair do trabalho e desfrutar por exemplo de um tradicional choco frito ou de uma sofisticada tiborna de cogumelos com requeijão, aqui ficam algumas sugestões de locais (e iguarias) que não pode perder em Lisboa.

Casa de Pasto

Nascida em dezembro, esta “casa” situa-se num primeiro andar da Rua de São Paulo e tem nos seus comandos o Chef Diogo Noronha, anteriormente ligado ao Restaurante “O Pedro e o Lobo”. Inspirada nas tradicionais casas de pasto lisboetas de finais do século XIX, início do século XX, a atmosfera pretende recriar uma casa de família, mas com muito glamour. Também esta dualidade entre tradição e modernidade se reflete na própria ementa: se por um lado existem pezinhos de porco em escabeche ou pastéis de bacalhau e empadas de pato, há também lugar para cebolas pérola “glaceadas” ou rissóis de berbigão.

Aqui pode encontrar pratos de tacho, forno e grelha, mas sempre com a garantia de ingredientes frescos. Uma curiosidade: Mick Jagger e Ana Moura pode dizer-se que foram dos clientes mais famosos que por lá passaram.

Taberna Tosca

Há mais tempo pela capital – desde 2010 – esta taberna pretende ser isso mesmo. Um espaço informal e descontraído, onde o pecado da gula está presente das mais variadas formas. No site do espaço fala dos “melhores enchidos de Norte a Sul do país, aos deliciosos queijos regionais, sem esquecer o choco frito, as pataniscas de bacalhau, as anchovas de biqueirão, os ovos com farinheira, o pica-pau da vazia e muitos outros petiscos”. Esta taberna convida também a dois dedos de conversa acompanhados de um gin ou de um copo de vinho.

Situa-se na Praça de São Paulo, n.º 21.

ABC

Novíssimo em folha. O ABC situa-se no espaço do antigo “O Pedro e o Lobo”, no número 169 da Rua do Salitre e é precisamente deste novo recomeço que advém o nome. Agora quem “manda” na cozinha é a chef Marta Simões e os petiscos fazem as honras da casa.

Queijo, enchidos, croquetes, pastéis de bacalhau, pica pau do lombo, choco frito, tosta de sapateira, tiborna de cogumelos são alguns dos pratos inscritos na ementa, que na "página final" é preenchida por sobremesas muito caseiras: mousse de chocolate, pudim de ovos ou arroz doce.

Pharmacia  

Calma. Não estamos aconselhá-lo a tomar medicamentos depois de tanto petisco. A Pharmacia situa-se no edifício da Associação Nacional de Farmácias, e pretende recriar o imaginário e o ambiente de uma antiga farmácia. Aos almoços o menu é composto por 4 Tibornas (pão torrado com alho e azeite) e 29 Petiscos, enquanto ao jantar o "menu surpresa" privilegia pelo menos 3 petiscos, 2 pratos principais e 1 doce.

Creme de sapateira com picadinho de ovo, salada russa de lavagante, sapateira, camarão e vieira , migas de sapateira e Rolinho de beringela, tâmaras, hortelã e queijo de cabra, são algumas das especialidades.

A Pharmacia situa-se na Rua Marechal Saldanha., n.º1.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos