Património imobiliário e valor gerido aumentam em 2012


O património imobiliário e o volume sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII) aumentaram em 2012, face ao ano anterior, período durante o qual o número de fundos em actividade decresceu.

A 31 de Dezembro, o valor líquido global totalizava 11.445,4 milhões de euros, mais 1,9% face a 11.230,9 milhões na mesma data de 2011, enquanto o património imobiliário ascendia a 14.552,2 milhões de euros, um montante 1,6% superior ao verificado a 31 de Dezembro do ano anterior (14.317,2 milhões).

O número de fundos em actividade era, no final do ano passado, de 254, em queda relativamente aos 261 existentes um ano antes, de acordo com o relatório mensal do mercado de FII, divulgado pela APFIPP.

Quanto às sociedades gestoras, Fundger e Interfundos lideram no valor gerido, sendo as únicas que superam mil milhões de euros. A Fundger (com 27 fundos) tem 1,5 mil milhões de euros sob gestão, o que corresponde a uma quota e mercado de 13,1% e a uma evolução desde início do ano de -4,2%; a Interfundos (47 fundos) terminou 2012 com cerca de 1,21 mil milhões geridos, correspondentes a uma quota de 10,5% e a evolução de 6,8% desde o começo do ano.

Entre as gestoras que mais cresceram em 2012 encontram-se a Gesfimo, que registou o maior aumento em valores absolutos - 214,6 milhões de euros (42,7%) -, e a Floresta Atlântica, que protagonizou a maior subida percentual – 66,1% (14,3 milhões de euros) -, de acordo com o relatório mensal da APFIPP.

A Gesfimo ocupa o sexto lugar, por volume gerido, com 717 milhões de euros (18 fundos), enquanto a Floresta Atlântica está em 30º lugar, com um montante sob gestão de 36 milhões de euros (três fundos).

O Mais Lido

Próximos eventos