Tags: Consultoria |

Particulares: o tipo de clientes que mais cresceu em novembro nas gestoras de patrimónios


O negócio de gestão de patrimónios em Portugal terminou o penúltimo mês do ano na mó de cima. Os dados que a APFIPP disponibiliza no seu relatório mensal referente a este segmento demonstram que de outubro para novembro, os ativos geridos pelas sociedades gestoras de patrimónios cresceu 0,14%, o que representou um incremento para os 60.104 milhões de euros de montante gerido.

Para este incremento muito contribuíram duas entidades em específico. Em novembro a Dunas Capital foi a entidade que registou um maior aumento percentual no que toca aos ativos geridos (8,55% para um valor superior a 14 milhões de euros), enquanto que em temos monetários foi a BMO GAM que mais subiu, concretamente 52,8 milhões de euros, para os 13.534 milhões de euros de património sob gestão. 

No que toca à evolução das carteiras geridas pelas SGP, por tipo de cliente, existem também algumas conclusões a apontar. No mês de novembro é demonstrado por exemplo que os clientes residentes continuam a ser a grande fatia de clientes destas entidades, totalizando 58.810 milhões de euros de montante, ao passo que os clientes não residentes apenas arrecadam 1.278 milhões de euros.

Segundo as estatísticas da Associação, em novembro foram os clientes particulares, os que mais cresceram no seio destas entidades, mais concretamente 2,38%. Acabaram novembro a protagonizar um investimento de 983,2 milhões de euros.

No mesmo mês também as Fundações arrepiaram caminho, e foram o segundo cliente com maior crescimento no mês, nomeadamente de 0,76%. Desta forma, as Fundações atingiram um montante que passou ligeiramente a barreira dos 49,5 milhões de euros.

Maior cliente derrapa

Aquele que é o maior cliente das gestoras de patrimónios, por outro lado, apresentou um cenário diferente dos clientes descritos atrás. Falamos das Seguradora, que reduziram – ainda que ligeiramente – o montante investido nas gestoras de patrimónios. Em novembro estas entidades decaiam no investimento que protagonizavam, mais concretamente para os 39.991 milhões de euros, comparativamente com os 40.031 milhões de euros de outubro. 

Distribuição do tipo de clientes das Sociedades Gestoras de Patrimónios

Fonte: APFIPP, 30 de novembro 
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos