Particulares detêm mais de 40% do total das UP’s em circulação


De acordo com a última nota de informação estatística publicada pelo Banco de Portugal, o final do segundo trimestre de 2017 registou um crescimento de 0,4 mil milhões de euros do valor líquido global das unidades de participação em circulação dos fundos de investimento. Desta forma, o valor ascendeu a 25,5 mil milhões de euros no final de junho deste ano.

No que diz respeito a este aumento, o Banco de Portugal revela que este “se concentrou essencialmente nos fundos de obrigações e nos fundos mistos”. De facto, segundo os dados apresentados, registou-se um crescimento de 0,3 mil milhões e de 0,1 mil milhões, respetivamente. Por outro lado, destaca que o aumento registado “resultou, em grande medida, do aumento das aplicações em títulos de dívida (em 0,5 mil milhões de euros)”, pode ler-se na publicação. O montante aplicado em depósitos, por sua vez, registou uma queda de 0,2 mil milhões de euros no período em questão.

Captura_de_ecra__2017-08-10__a_s_15

Fonte: Banco de Portugal, 10 de agosto de 2017

Particulares detêm mais de 40% do total das UP’s em circulação

Cerca de 41% do total das unidades de participação em circulação no final de junho eram detidos por particulares, mantendo-se “como principal sector investidor em fundos de investimento”. O aumento de 0,5 mil milhões de euros no valor das aplicações de particulares refletiu o investimento em fundos de obrigações e fundos mistos.

Captura_de_ecra__2017-08-10__a_s_15

Fonte: Banco de Portugal, 10 de agosto de 2017

Próximos eventos