Tags: Consultoria |

“Outros Institucionais” é a rubrica que mais cresce entre os clientes das gestoras de patrimónios


Os primeiros dez meses do ano trouxeram um crescimento elevado às gestoras de patrimónios. De acordo com a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – nesse período os ativos sob gestão aumentaram mais de 10,60% para 60.017 milhões de euros. Em termos monetários, o incremento situa-se aproximadamente nos 5.800 milhões de euros.

Através da página da internet da Associação é possível analisar a evolução dos portfólios geridos por tipo de cliente. A primeira grande comparaçãoestá visível nas rubricas dos clientes ‘residentes’ e ‘não-residentes’: a evolução foi em sentidos contrários, com os ‘residentes’ a aumentarem os seus ativos sob gestão em mais de 11,8% para os 56.928 milhões e os ‘não-residentes’ a registarem uma quebra de quase 7% para os 3.089 milhões de euros.

Maior crescimento nos ‘outros institucionais’

Entre os vários tipos de clientes, o maior aumento de património ocorreu na rubrica de ‘outros institucionais’ residentes. Este segmento, aumentou os seus ativos sob gestão em quase 15%, o que significa um incremento superior a 5.887 milhões, para mais de 45.261 milhões de euros. Esta rubrica engloba as ‘seguradoras’, que representam o principal e maior cliente das gestoras de patrimónios.

Já em termos percentuais, o maior crescimento ocorreu entre os ‘não residentes’ no segmento de ‘particulares’. Esta rubrica aumentou quase 300% para perto de 90 milhões de euros.

O tipo de cliente que, desde o início do ano e até final do mês de outubro, maior estabilidade apresentou foi os  ‘fundos de pensões portugueses’. A variação nesta segmento foi muito residual, na ordem dos 0,004%, ou seja, uma diferença menor a 400 mil euros.

Quadro com a evolução dos clientes

Fonte: APFIPP no final de outubro

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos