Os últimos três anos nos fundos multi-ativos defensivos


A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – divide os fundos multi-ativos em três segmentos, consoante a componente acionista presente na carteira. Desta forma, os fundos mais defensivos não investem mais de 35% em ações enquanto os equilibrados não investem acima de 65%. Já nos fundos multi-ativos agressivos o investimento em ações é de pelos menos 65% da carteira.

No final de janeiro, de acordo com a Associação, existia uma dúzia de produtos multi-ativos defensivos, embora apenas metade tenha dados para os três anos anteriores ao final do mês passado. Desses seis, o mais rentável no período é o Caixagest Seleção Global Moderado (anteriormente denominado como Caixagest Seleção Global) que é gerido pela Caixagest e que regista, no período em questão, uma rendibilidade anualizada de 2,73%. O seu património, no final de janeiro, ascendia a 271 milhões de euros com o maior ativo em carteira a ser um fundo de uma gestora estrangeira, no caso o MS INVF Euro Corporate Bond que é gerido pela Morgan Stanley Investment Funds. Entre as cinco maiores posições em carteira, destaque para o Schroder ISF Euro Equity C da Schroders.

Com uma rendibilidade anualizada de 1,88% nos últimos três anos surge, logo de seguida, o IMGA Prestige Conservador. Gerido por David Pinheiro da IM Gestão de Ativos, o fundo é dos maiores do mercado nacional, com um património superior a 593 milhões de euros no final de janeiro. De acordo com a ficha do produto, o “início de ano foi muito violento para a generalidade dos ativos de risco. As ações sofreram fortes desvalorizações, os spreads de crédito alargaram de forma expressiva, e o preço do barril de petróleo manteve a tendência de forte queda. Neste contexto negativo, o Fundo registou uma desvalorização fruto da significativa turbulência dos mercados. A incerteza relativa ao grau de abrandamento da economia global poderá continuar a penalizar os ativos de risco”

O fundo Popular Global 25, gerido pela Popular Gestão de Activos, é o terceiro fundo com melhor performance no período em análise. Nos últimos três anos a sua valorização atingiu mais de 1,38% com o seu património a superar os 47 milhões de euros. Em termos de posições em carteira, os dois maiores investimentos vão para dois produtos da mesma entidade: a Candriam. A maior alocação vai para o Bonds Total Return seguido do Bonds Credit Opportunities.

Os fundos multi-ativos com rendibilidades positivas nos últimos três anos

FundoGestoraRendibilidade 3 anos (%)
Caixagest Seleção Global ModeradoCaixagest2,731
IMGA Prestige ConservadorIM Gestão de Ativos1,886
Popular Global 25Popular Gestão de Ativos1,383
Montepio Multi Gestão PrudenteMontepio Gestão de Ativos1,298
Banco BIC InvestimentoDunas Capital1,188

Fonte: APFIPP no final de janeiro

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos