Os últimos cinco anos dos fundos que investem na maior economia do mundo


Existem seis fundos que investem em ações norte-americanas nos mais de 200 fundos geridos pelas entidades nacionais, segundo os dados compilados pela Morningstar. Os seis fundos têm em carteira cerca de 170 milhões de euros e cinco desses fundos têm estrelas Morningstar: um fundo com três estrelas, três com duas estrelas e um fundo com uma estrela.

Comemorar o Bull Market

O Bull Market vai no seu quinto aniversário, festejado na segunda semana de março. Entre todos os fundos desta categoria, a média da rendibilidade a cinco anos foi de 14,4%, terminados a 28 de fevereiro. O fundo que tem a melhor performance anualizada é o Millennium Acções América da Millennium Gestão de Activos, com ganhos de 15,81%, de acordo com a empresa de análise. Dados do final do ano passado, na CMVM, mostram que praticamente a totalidade da carteira é composta por ações, sendo que existem títulos em dólares americanos e em dólares canadianos. Apple, Exxon Mobil e Microsoft são algumas das empresas representadas no fundo, com as maiores posições.

O segundo melhor produto no período analisado pertence à Caixagest. O Caixagest Acções EUA apresenta ganhos anualizados de 15,49%. Dos fundos da categoria é aquele que tem o maior volume de ativos sob gestão, com mais de 60 milhões de euros. Em relação ao produto anterior, este apenas investe em empresas cotadas em dólares americanos, privilegiando assim as empresas dos EUA. Os gigantes tecnológicos Apple e Google fazem parte das principais escolhas na carteira do fundo.

Ainda acima dos 10% de rendibilidade anualizada aparecem três fundos: o Santander Acções América (14,14%), o ES Acções América (13,76%) e ainda o BPI América D (12,79%).

E em fevereiro?

No segundo mês deste ano, a rendibilidade média desta categoria foi de 1,57%, sendo o motor o único fundo que não está presente na lista anterior, o BPI América Categoria E (distribuição de rendimentos). O produto, gerido por José Badalo e criado em agosto de 2011 teve no mês passado uma rendibilidade de 3,36% e fechou janeiro com mais de 24 milhões de euros em ativos sob gestão.

 

Fonte: Morningstar a 28 de fevereiro de 2014 e CMVM
Análise Funds People a partir dos dados disponibilizados pela Morningstar.
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos