Tags: Pensões |

Os melhores fundos de pensões a cinco anos


Os últimos cinco anos foram marcados pelo pós-crise relativa ao subprime e a falência do Lehman Brothers e ainda com a crise da dívida soberana que levou a Europa para a recessão. Os dados Morningstar mostram que nesse período estiveram ativos 43 fundos de pensões que obtiveram um rendibilidade média de 3,724%. Já a mediana fixou-se muito perto, nos 3,771% e o desvio-padrão foi de 2,14%. Dos 43 produtos com dados para cinco anos, apenas um apresenta rendibilidade negativa.

Produtos da ESAF no topo

A liderança vai para o ES Multireforma Acções, da ESAF, que obteve uma rendibilidade anualizada nos últimos cinco anos de 12,173%. O fundo, gerido por Pedro Barata, tem como setores preferenciais de investimento o consumo cíclico e o industrial, com as empresas como a Carrefour ou a Accor a estarem no topo da tabela.

Em segundo lugar o BPI Acções, da BPI Pensões, com uma valorização anual de 6,766% desde 2009. Com cerca de 60% da sua carteira investida em ações, o produto prefere as ações Europa, com destaque para o fundo BPI Europa ou para o BPI Opportunities, com ambos a estarem sediados no Luxemburgo.

O pódio é fechado com o Futuro Acções PPA, da FUTURO, que consegue nos últimos cinco anos uma subida anual de 6,469%. Quase 90% do produto está investido em ações nacionais, com as maiores posições a pertenceram a empresas como a Galp Energia, Jerónimo Martins ou o Banco Espírito Santo.

Fecham o top 5 os fundos ESAF PPA da ESAF com uma rendibilidade de 6,137% e o PensõesGere Horizonte Mais da PensõesGere com uma subida de 6,129%.

Veja o ranking dos 10 melhores fundos de pensões no período 2009-2013

(Análise Funds People a partir de dados cedidos pela Morningstar).
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1 3
Anterior 1 3

Próximos eventos