Os melhores de cada gestora em julho


O mês de julho trouxe novamente as rendibilidades dos fundos nacionais para terreno muito positivo, depois de no mês anterior pouco mais de dez fundos terem conseguido sorrir aos seus investidores. Os dados publicados pela Morningstar, através da sua plataforma online, mostram que em julho os cerca de duzentos fundos de investimento nacionais atingiram uma rendibilidade média de 0,81%. Se analisarmos apenas os melhores fundos de cada entidade, no mês passado, a valorização média foi de 3,74%.

O fundo mais rentável em julho foi o Montepio Euro Healthcare que é gerido pela Montepio Gestão de Activos. No período em análise, este fundo sectorial que investe no segmento da saúde na Europa atingiu uma rendibilidade de 8,38%. Nas maiores posições do fundo encontramos a Novartis, a Sanofi, a Roche e a Bayer. De realçar, também, que este produto foi premiado na 1ª Edição dos Prémios Diário Económico/APFIPP como o melhor produto na categoria de “outros fundos de ações”.

Na Millennium Gestão de Activos o melhor fundo em julho também foi sectorial. Trata-te do Millennium Eurofinanceiras que atingiu ganhos de 4,47% em julho. Os maiores investimentos deste fundo residem em grandes instituições financeiras europeias como é o caso do HSBC, da UBS ou da AXA.

Portugal...

Na grande maioria das restantes entidades, os melhores fundos investem em particular em Portugal ou na Europa, em traços gerais. O Banif Acções Portugal foi o melhor produto da Banif Gestão de Ativos e no mês de julho registou ganhos de 3,59%. Esta subida foi superior à valorização mensal do PSI-20, que se situou em 2,9%.

Também o fundo da BBVA Asset Management, o BBVA PPA Índice PSI-20, foi o melhor da entidade em julho. O fundo que segue o principal índice bolsista nacional fechou o mês passado com uma rendibilidade de 2,76%.

Com uma parte significava do investimento em Portugal surge, também, o fundo mais rentável da BPI Gestão de Activos: o BPI Ibéria. Registou, em julho, uma rendibilidade de 6,29% e no início do ano recebeu o prémio de Best Investment Fund/Open Pension Fund in Portuguese stocks’ na última edição do ‘Euronext Lisbon Awards’. Este fundo é gerido por Catarina Quaresma Ferreira.

...e muita Europa

A recuperação nos mercados financeiros na Europa também ajudou à subida dos fundos de investimento nacionais que investem no Velho Continente. Nestas condições aparecem fundos da Santander Asset Management, da Patris Gestão de Activos e da CA Gest.

Da primeira entidade, o fundo mais rentável em julho, foi o Santander Acções Europa que registou uma subida de 3,87%, sendo seguido do Patris Acções Europa com uma rendibilidade de 3,21%. Já o fundo da CA Gest que apresentou melhor performance em julho foi o CA Acções Europa ao atingir os 2,39%.

Também o Popular Acções, da Popular Gestão de Activos, tem grande parte da sua carteira investida na Europa e, registou em julho uma rendibilidade de 3,18%, configurando assim como o melhor produto da casa no mês.

Ações mais longínquas

Além das ações europeias, encontramos ainda fundos que foram os melhores da sua entidade em julho que investem noutros mercados. O fundo mais rentável da Caixagest foi um produto que investe do outro lado do Atlântico Norte: o Caixagest Acções EUA que apresentou ganhos de 4,45%.

Investindo de uma forma mais abrangente e global encontramos o fundo com melhor performance da GNB Gestão de Ativos: o NB Momentum. Este fundo que é gerido por Fátima Só registou uma subida de 3,73% no mês passado.

Flexibilidade ‘marca pontos’

Além dos fundos de ações, também os fundos que investem nos mais variados ativos conseguiram ser dos mais rentáveis das respetivas entidades. Com estas condições surgem os melhores fundos da Optimize Investment Partners e da Dunas Capital. Da primeira entidade surge o Optimize Investimento Activo com ganhos de 2,94%, enquanto que da segunda gestora figura o Dunas Banco BIC Investimento com uma subida de 2,4%.

Obrigações ‘dizem’ presente

Também os fundos que investem em obrigações marcam presença entre os mais rentáveis de cada entidade. O fundo mais rentável da Invest Gestão de Activos foi o Invest AR PPR enquanto que da Barclays Wealth Mgr. Portugal figura o Barclays PPR Life Path Income. Em termos de rendibilidade o primeiro superou os 4,29% enquanto o segundo atingiu 0,15% de retorno.

Os melhores fundos de cada entidade em julho

Fonte: Morningstar no final de julho

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos