Os mais subscritos de ações “viajaram por vários sítios”


Março de 2015 fica seguramente na história da economia europeia. As compras de ativos protagonizadas pelo BCE tiveram início, dando forma ao anúncio de Mario Draghi no mês de janeiro. Nos investidores, de forma geral, este anúncio despertou um certo interesse pelo investimento em ações, não só europeias, mas também mais globais: essa pelo menos foi a tendência registada ao nível dos fundos estrangeiros mais subscritos nas três plataformas portuguesas que distribuem produtos internacionais (Banco BiG, Banco Best e ActivoBank).

Quando se olha para o leque de estratégias com foco em ações que foram mais apetecidas pelos investidores das três plataformas atrás mencionadas, mas também pelos clientes da plataforma de fundos do Banco Invest verifica-se uma grande diversidade de opções. Em março os investidores “foram” à Europa, mas “andaram” também por opções mais globais, passando por produtos sectoriais e ainda pela Índia e pelos EUA.

Globais, mas... mais virados para o outro lado do Atlântico

No entanto são os fundos de ações globais que maior predominância apresentam analisando a “fotografia” geral. A título de exemplo pode referir-se o Fidelity Funds - Global Dividend Fund, gerido pela Fidelity Worlwide Investment, que, tal como o nome indica, tem como objetivo oferecer uma distribuição de dividendos que apelidam de “estável”. O fundo, segundo informações da Morningstar, investe em empresas de grande capitalização, com um estilo value. Também a investir em empresas de grande capitalização, mas neste caso de estilo blend, pode apontar-se o UBS (Lux) SF Equity (EUR) N-Acc, gerido pela UBS Global AM. Os Estados Unidos, tanto no caso destes dois fundos, como nos restantes fundos de ações globais da lista, constituem nas carteiras a maior posição em termos geográficos.

Europa: grandes capitalizadas

Na lista, a Europa também é um ponto de enfoque. A este nível chegamos um ‘habituée’ da UBS Global AM, que investe na Europa, mas sem restrições. O UBS (Lux) Equity SICAV - European Opportunity Unconstrained (EUR) P-acc, foi definido recentemente à Funds People pelo seu portfolio manager, Jeremy Leung, como um fundo que tanto “pode atacar como defender”, frisando atualmente o foco que têm em empresas ligadas à restruturação. Os outros dois fundos que se realçam neste nível de investimento são o SISF Euro Equity B, gerido pela Schroders, que investe em ações de empresas de grande capitalização, e também com o mesmo universo de investimento o Invesco Pan European Structured, a cargo da Invesco. No entanto analisando as informações que constam no site da Morningstar verifica-se que nenhum dos dois fundos apresentava em carteira, no final de março, posições comuns.

Índia: interesse mantém-se

No conjunto de fundos de ações estrangeiros mais subscritos denota-se que a bolsa indiana continua a representar um ponto aliciante para os investidores, que concretizaram esse investimento através do Franklin India Fund e do  Goldman Sachs India Equity Port E Acc. Recentemente, ambas as casas responsáveis por estes produtos reiteraram o valor que ainda se pode encontrar na bolsa do país. Sukumar Rajah, gestor do fundo da Franklin Templeton Investment, explicava que as reformas na Índia não estão consideradas no preço e que “as valorizações estão em linha com a média histórica”. 

Na lista importa ainda destacar a comparência habitual de fundos de ações sectoriais, mais concretamente de biotecnologia e de saúde. 

Fundos de ações mais subscritos nas plataformas em março

Fundo Gestora Região/Sector
BlackRock Global Funds - World Healthscience E2 EURBlackRock Saúde
BNY Mellon Long-Term Global Equity ABNY Mellon Asset ManagementGlobal 
Fidelity Funds - Global Dividend FundFidelity Worldwide InvestmentGlobal 
Fidelity Funds Global Health Care EFidelity Worldwide InvestmentSaúde 
Franklin Biotechnology Discovery N Acc $Franklin Templeton InvestmentsBiotecnologia
Franklin India FundFranklin Templeton InvestmentsÍndia 
Goldman Sachs India Equity Port E AccGoldman Sachs Asset Managementíndia 
Invesco Funds - Invesco Global Structured Equity Fund EInvescoGlobal 
Invesco Pan European StructuredInvesco Europa
JPM US Select Equity DJ.P. Morgan AM EUA
Legg Mason ClearBridge US Aggressive Growth Fund Class A EUR AccLegg Mason Global AMEUA
Mirabaud-Equities Spain –A €Mirabaud Asset ManagementEspanha 
Pictet Global Megatrend Selection RPictet Asset ManagementGlobal 
Pictet Security R EurPictet Asset ManagementGlobal 
SISF Euro Equity BSchrodersEuropa
UBS (Lux) EF Biotech (USD) P AccUBS Global AMBiotecnologia
UBS (Lux) Equity SICAV - European Opportunity Unconstrained (EUR) P-accUBS Global AMEuropa
UBS (Lux) SF Equity (EUR) N AccUBS Global AMGlobal 
Fonte: Informação cedida pelo Banco Best, ActivoBank, Banco BiG, e Banco Invest

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos