Os gigantes do mercado em novembro


O mês de novembro seguiu em linha com o mês anterior e trouxe as rendibilidades dos fundos de investimento nacionais para terreno bem positivo, contrariando o que tinha acontecido em agosto e em setembro. Os dados disponibilizados pela Morningstar, através da sua plataforma online, indicam que o mercado nacional no final de novembro somava praticamente 11.700 milhões de euros, o que representa um incremento de 3,2% face ao mês de outubro. Este aumento do património dos fundos nacionais pode ocorrer de duas formas: ou através das captações líquidas ou por intermédio da valorização dos ativos em carteira.

Liderança (ainda mais) reforçada

No primeiro lugar da lista surge o esperado Caixagest Liquidez. Gerido pela Caixagest, o fundo fechou o mês passado com mais de 1.533 milhões de euros em património. Face ao final de outubro, houve uma evolução positiva de 10 milhões de euros o que em termos percentuais resulta numa valorização de 0,65%.

Também o segundo maior produto é da responsabilidade da Caixagest e denomina-se por Caixagest Fundo Monetário. Entre o final de outubro e o final do mês passado, o património sob gestão do produto aumentou cerca de 4 milhões, para 694,4 milhões de euros.

Tal como no mês passado, o terceiro lugar dos maiores produtos pertence ao IMGA Prestige Conservador da IM Gestão de Ativos. O crescimento em novembro foi de apenas 3 milhões de euros, tendo o produto fechado o mês com um volume sob gestão de 624 milhões de euros.

BPI Gestão de Activos em destaque

Os quatro produtos que se seguem são todos geridos pela mesma entidade: a BPI Gestão de Activos. Apesar de todos eles se encontrarem abaixo da barreira dos 500 milhões de euros em ativos sob gestão, apresentam patrimónios assinaláveis para a dimensão da indústria portuguesa de gestão de ativos.

O primeiro deles é o BPI Liquidez que alcança um património de 484 milhões de euros. Muito perto surge, logo depois, o BPI Reforma Investimento PPR com ativos sob gestão, no final de novembro, de 477 milhões de euros.

O BPI Monetário de Curto Prazo e o BPI Reforma Segura PPR são os produtos que se posicionam logo depois, com volumes sob gestão de 436 e 403 milhões de euros, respetivamente.

Ainda a assinalar e já fora da responsabilidade da BPI Gestão de Activos, o fundo de curto prazo da IM Gestão de Ativos, IMGA Extra Tesouraria III que fechou o décimo-primeiro mês do ano com um património de 304,5 milhões de euros.

Top10 fecha com mais dois produtos da maior gestora nacional

A fechar a lista dos dez maiores produtos do mercado nacional figuram dois produtos da Caixagest: o Caixagest Seleção Global e ainda o Caixagest Imobiliário Internacional. Ambos os produtos gerem mais de 270 milhões de euros, com o primeiro a fixar-se em 276 e o segundo em 272 milhões de euros.

Os dez maiores produtos do mercado nacional

FundoGestoraAtivos sob gestão
Caixagest LiquidezCaixagest 1 533 408 589 €
Caixagest Fundo MonetárioCaixagest 694 495 384 €
IMGA Prestige ConservadorIM Gestão de Ativos 624 036 549 €
BPI LiquidezBPI Gestão de Activos 484 849 164 €
BPI Reforma Investimento PPRBPI Gestão de Activos 477 652 207 €
BPI Monétario Curto PrazoBPI Gestão de Activos 436 868 806 €
BPI Reforma Segura PPRBPI Gestão de Activos 403 844 063 €
IMGA Extra Tesouraria IIIIM Gestão Activos 304 502 789 €
Caixagest Seleção GlobalCaixagest 276 140 848 €
Caixagest Imobiliário InternacionalCaixagest 272 764 880 €
Fonte: Morningstar no final de novembro
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos