Os fundos sectoriais com melhor Sharpe Ratio


Quais são os fundos estrangeiros que investem em sectores específicos que foram geridos de forma mais eficiente nos últimos três anos? De forma a conhecê-los, uma boa medida a usar como referência é o rácio de Sharpe que explica qual foi a rendibilidade que o gestor foi capaz de gerar sobre o ativo sem risco (risk free) por cada unidade de risco assumida. Quanto maior o rácio de Sharpe, mais eficiente foi a gestão. Neste primeiro texto, analisamos os melhores fundos sectoriais entre os produtos estrangeiros disponíveis à venda em Portugal, de acordo com dados cedidos pela Morningstar.

O sector que sai na frente é o da Biotecnologia, seguido da Saúde. Entre os dez fundos que apresentam um rácio de Sharpe mais elevado e, por conseguinte, consideram-se geridos de forma mais eficiente nove pertencem a estas categorias. A investir no primeiro sector, existem quatro fundos contemplados e, a investir em empresas relacionadas com cuidados de saúde observam-se nove produtos. O único fundo que faz a excepção investe no sector das infra-estruturas e é administrado pela Morgan Stanley.  

Entre os 97 fundos analisados, o fundo líder pertence à Deustche Asset & Wealth Management e investe no sector da biotecnologia. O DWS Biotech apresenta a três anos um rácio de Sharpe de 1,91. Logo depois vem o homólogo da Franklin Templeton Investments – Franklin Biotecnology – que, nesta medida de performance, apresenta um resultado de 1,90. A mudança ocorre na terceira posição deste ranking em que surge o fundo do ING Investment Management que investe no sector da saúde. O ING Invest Health Care alcança um rácio de Sharpe de 1,73. Em quarto e quinto lugares, sem surpresas, os fundos investem nos mesmos sectores que os anteriores. São eles o Parvest Equity World Health Care e o UBS (Lux) EF Biotech com resultados de1,65 e 1,60, respetivamente.

Os bens de consumo aparecem ainda em posições pioneiras deste ranking, isto é, no top 20, com cinco fundos em destaque: ING (L) Invest Consumer Goods (rácio de Sharpe 1,07), Parvest Equity World Consumer Durbls (1,06), Eurizon EasyFund Eq Consumer Staples (0,96), ING (L) Invest Food & Bev P USD (0,93), MS INVF Global Brands A (0,87).

Investir em comunicações e recursos naturais, mais propriamente, água são as temáticas de investimento que se seguem com os melhores resultados na análise desta medida de performance. Os fundos Pictet Digital Communication-P alcança um rácio de Sharpe a três anos de 0,87, o ING (L) Invest Telecom P de 0,86, o Fidelity Global Telecomms A de 0,69 e o Parvest Equity World Telecom de 0,68. Entre estes e, antes do fundo da Fidelity e do BNP Paribas Investment Partners, estão o Pictet Water-I com um resultado de 0,79 e o fundo da Amundi - Amundi Fds Eq Glbl Aqua com 0,74. 

 

Tabela 1: Categorias de fundos sectoriais 

 

Tabela 2: Top 25 dos fundos de ações sectoriais com melhor Sharpe Ratio

 

 FundoSharpe Ratio
1DWS Biotech1,910107
2Franklin Biotechnology Disc A Acc $1,908641
3ING (L) Invest Health Care P Acc USD1,727090
4Parvest Equity World Health Care C C1,648866
5UBS (Lux) EF Biotech (USD) P-acc1,598138
6Eurizon EasyFund Eq Pharma LTE R1,568649
7DWS Health Care Typ O1,566492
8AXA WF Frm Health AC USD1,505627
9MS INVF Global Infrastructure A1,461190
10BGF World Healthscience A21,447823
11Pictet Biotech-P USD1,404238
12UBS (Lux) EF Health Care (USD) P1,306389
13Fidelity Global Health Care A-EUR1,246591
14ING (L) Invest Consumer Goods P Acc1,073007
15Parvest Equity World Consumer Durbls C C1,059201
16Pictet Generics-I USD0,964585
17Eurizon EasyFund Eq Cnsmr Staples LTE R0,964579
18ING (L) Invest Food & Bev P USD Acc0,931511
19MS INVF Global Brands A0,868505
20Pictet Digital Communication-P USD0,867080
21ING (L) Invest Telecom P Acc0,859173
22Fidelity Gl Consmr Industries A-EUR0,857913
23Pictet Water-I EUR0,790467
24Amundi Fds Eq Glbl Aqua AE-C0,737729
25Fidelity Global Telecomms A-EUR0,685308

Dados Morningstar enviados a 13 de Março

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos