Tags: Negócio |

Os fundos que mais captaram no segundo trimestre


O segundo semestre foi marcado a vermelho no que tocas a captações líquidas das cerca de duas centenas de fundos de investimento geridos pelas gestoras portuguesas. De acordo com os dados disponibilizados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – nos meses de abril, maio e junho as captações líquidas foram negativas na ordem dos 314 milhões de euros. No mesmo período, o mercado sofreu um revés de 3% (cerca de 400 milhões de euros) quando o tema é ativos sob gestão.

No segundo trimestre do ano dos quatro fundos que mais captaram, três são da responsabilidade da Caixagest, sendo esta, a entidade que mais captou no mês de junho. Com um saldo de 124,5 milhões de euros surge o Caixagest Liquidez, que é o único produto que supera os 100 milhões de euros de subscrições e também o fundo que mais captou em junho.

No lugar seguinte figura o Caixagest Seleção Global com um saldo de 60 milhões de euros enquanto o Caixagest Obrigações registou um saldo de 40 milhões de euros entre entradas e saídas de dinheiro. A 'intromissão' neste ranking de uma só entidade vai para o Millennium Prestige Conservador da Millennium Gestão de Activos, que apresenta um saldo entre subscrições e resgates na ordem dos 49 milhões de euros.

Três fundos com mais de 30 milhões de saldo positivo

Na lista encontramos ainda mais três produtos de outras tantas casas de investimento que conseguiram um saldo trimestre superior a 30 milhões de euros, no balanço entre subscrições e resgates.

Com captações líquidas na ordem dos 38 milhões de euros surge o Santander Select Defensivo da Santander Asset Management. Com 31,8 milhões figura o BPI Reforma Segura PPR da BPI Gestão de Activos enquanto o CA Monetário, da CA Gest, fecha a lista com um saldo de 30,4 milhões de euros.

Os fundos que captaram mais de 10 milhões de euros

FundoGestoraCategoriaAcumulado 2º trimestre
Caixagest LiquidezCaixagestMercado Monetário Euro124 499 600 €
Caixagest Seleção GlobalCaixagestFundos Multi-Activos Defensivos60 674 600 €
Millennium Prestige ConservadorMillennium Gestão de ActivosFundos Multi-Activos Defensivos49 242 900 €
Caixagest ObrigaçõesCaixagestObrigações Taxa Indexada40 144 300 €
Santander Select DefensivoSantander Asset ManagementFundos Multi-Activos Defensivos38 694 500 €
BPI Reforma Segura PPRBPI Gestão de ActivosFundos PPR31 819 700 €
CA MonetárioCA GestMercado Monetário Euro30 458 100 €
Santander Private DefensivoSantander Asset ManagementFundos Multi-Activos Defensivos29 025 900 €
BPI LiquidezBPI Gestão de ActivosCurto Prazo Euro24 857 000 €
Caixagest Ações Líderes GlobaisCaixagestAções: Outros fundos internacionais24 669 400 €
Santander Select ModeradoSantander Asset ManagementFundos Multi-Activos Defensivos24 581 400 €
BPI Reforma Investimento PPRBPI Gestão de ActivosFundos PPR20 920 500 €
Millennium Prestige ModeradoMillennium Gestão de ActivosFundos Multi-Activos Equilibrados17 300 900 €
Barclays PPR Life Path IncomeBarclays Wealth Managers PortugalFundos PPR15 117 300 €
Santander Private ModeradoSantander Asset ManagementFundos Multi-Activos Defensivos13 274 200 €
Banif Investimento ConservadorBanif Gestão de ActivosFundos Flexíveis12 379 600 €
BPI Obrigações MundiaisBPI Gestão de ActivosObrigações Internacional11 366 200 €
Fonte: APFIPP com dados do final de junho, maio e abril.
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1

Os quatro resistentes

São cerca de três dezenas, os produtos de obrigações que compõem o mercado nacional. No entanto, no segundo trimestre, apenas quatro registam captações líquidas positivas. Conheça-os.

Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos