Os fundos flexíveis que se destacam desde o início do ano


Flexibilidade pode ser sinónimo de rentabilidade. É o que comprova os bons resultados dos fundos flexíveis nacionais, que desde o início do ano alcançam uma rentabilidade média próxima dos 4%, segundo os últimos dados da APFIPP, de 28 de novembro.

Os produtos que a Associação Portuguesa de Fundos define como “fundos que não assumem qualquer compromisso quanto à composição do património nos respectivos documentos constitutivos”, não chegam às duas dezenas e abarcam produtos de 6 casas gestoras distintas.

Desde o início do ano existem alguns produtos que conseguem superar os 5% de rentabilidade. O Esp. Santo Plano Dinâmico desde que 2014 começou, até ao final de novembro, apresenta, segundo a APFIPP, um retorno muito próximo dos 8% (7,87%). O fundo gerido por Susana Vicente, segundo a ficha de produto disponibilizada na página da ESAF, apresentava no final de outubro 57,5% de investimento em obrigações e 35,7% aplicados em ações.

Com ganhos próximo dos 6% figuram dois fundos da Banif Gestão de Activos, a cargo de Jorge Guimarães. O Banif Investimento Moderado, com 5,85% de retorno em 2014, e o Banif Investimento Conservador com 5,70% de ganhos no período, compõem portanto o segundo e terceiro lugares dos mais rentáveis desta categoria desde que o ano começou. Segundo o relatório mensal que a casa disponibiliza online, no caso do primeiro, em outubro, a carteira era composta por 43% de ações e 16% de dívida de médio e longo prazo. No caso do Banif Investimento Conservador, e segundo a mesma fonte, no final de outubro o portfólio do produto tinha por exemplo um peso de 17% em ações, enquanto a dívida de médio longo prazo ocupava a maior representação na carteira: 28%.

Com uma rentabilidade também acima dos 5% no ano, há que evidenciar ainda outro fundo pertencente à ESAF. O Espírito Santo Estratégia Activa II, gerido por Paulo Joaquim, consegue em 2014 um retorno de 5,25%. Segundo a ficha de produto, de final de outubro, por essa altura mais de metade da carteira estava investida em obrigações: 77,4%.

Fundos flexíveis ordenados por melhor rentabilidade desde início de 2014

Fundo GestoraRentabilidade desde o início de 2014 (%)
Esp. Santo Plano DinâmicoESAF7,87
Banif Investimento ModeradoBanif Gestão de Activos 5,85
Banif Investimento Conservador Banif Gestão de Activos 5,70
Espírito Santo Estratégia Activa IIESAF5,25
BBVA Gestão FlexívelBBVA Gest4,86
BPI BrasilBPI Gestão de Activos4,67
Espírito Santo Estratégia ActivaESAF4,32
BPI GlobalBPI Gestão de Activos3,79
Esp. Santo Plano CrescimentoESAF3,04
BBVA Multiactivo FlexívelBBVA Gest2,88
Esp. Santo Dynaflex EURESAF2,81
Santander GlobalSantander Asset Management2,69
Montepio Mercados EmergentesMontepio Gestão de Activos2,35
Esp. Santo Plano PrudenteESAF0,96
Esp. Santo BrasilESAF0,85
Banif IbériaBanif Gestão de Activos -0,20
Fonte: Dados APFIPP de 28 de novembro 
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos