Os “doze magníficos” para a Morningstar


No mês de abril a grande novidade no ranking dos fundos cinco estrelas da Morningstar foi a entrada de fundos de ações, depois de muitos meses fora da “ribalta”. Já o mês passado significou uma redução no número de produtos que têm o rating quantitativo máximo atribuído pela empresa de análise.

No final de maio, existiam doze produtos considerados cinco estrelas por parte da Morningstar. Dos fundos de ações que entraram na lista no mês de abril, apenas um se mantém. Trata-se do BPI Brasil Valor que é gerido por José Mendes da BPI Gestão de Activos. No final de maio o produto geria mais de 37 milhões de euros, com os maiores investimentos a serem realizados em ativos estatais do país “canarinho”.

Além deste fundo de ações encontramos dois fundos multi-activos na lista dos produtos cinco estrelas: o Invest AR PPR e ainda o NB PPR. O primeiro, gerido pela Invest Gestão de Activos, atinge uma rendibilidade anualizada superior a 22% nos últimos três anos, tendo no final de maio mais de 3 milhões de euros em ativos sob gestão.

Já o segundo fundo é gerido por David Dias da GNB Gestão de Ativos. No final de maio tinha quase 15 milhões de euros em património e a sua rendibilidade nos últimos três anos a rendibilidade anualizada é de 14,19%.

Obrigações: a classe dominante

Os restantes nove fundos que recebem cinco estrelas Morningstar investem na classe mais defensiva e dominante no mercado nacional: as obrigações.

Nesta categoria a entidade que domina é a GNB Gestão de Ativos, que gere cinco fundos de obrigações com rating quantitativo máximo por parte da Morningstar. Entre estes fundos, o maior destaque vai para o NB Obrigações Europa. Este produto, gerido por Vasco Teles, é o fundo de obrigações mais rentável do mercado português, nomeadamente nos seis meses anteriores a 22 de maio e nos primeiros quatro meses do ano. Em termos de ativos sob gestão, no final de maio somava quase 30 milhões de euros.

Entre os outros quatro produtos - NB Renda Mensal, NB Rendimento, NB Rendimento Plus e ainda o NB Tesouraria Ativa - da responsabilidade da GNB Gestão de Ativos e que recebem 5 estreas por parte da Morningstar, o maior destaque vai para o NB Rendimento Plus. Gerido por João Zorro, o fundo saiu recentemente galardoado nos Morningstar Awards, onde foi eleito o Melhor Fundo Nacional de Obrigações Euro. No final do mês passado o seu património ascendia a quase 36 milhões de euros.

Maior fundo de obrigações ‘presente’

Na lista encontra-se também o maior fundo de obrigações. Gerido por Fernando Nascimento, o fundo CA Rendimento tinha no final de mais cerca de 384 milhões de euros em ativos sob gestão. Este produto da CA Gest recebeu a distinção de “melhor fundo de obrigações de taxa indexada” nos últimos prémios Diário Económico/APFIPP.

Além destes produtos, encontramos o Banif Euro Tesouraria gerido pela Banif Gestão de Activos e ainda o Dunas Banco BIC Tesouraria da Dunas Capital, que aparece representado pelo seu produtos denominado em euros e em dólares.

Os fundos cinco estrelas em maio

Fonte: Morningstar no final de maio
Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos