Os cinco melhores fundos de obrigações desde do verão


O verão iniciou-se em meados de junho e desde do inicio desse mês os fundos de investimento em Portugal tiveram uma rendibilidade média de 2,98%. Já os 56 fundos de obrigações com dados nos últimos seis meses, apresentam em média ganhos de 0,7%.

No que toca ao mercado nacional como um todo, a mediana nos 233 fundos analisados pela Morningstar foi de 1,244% enquanto o desvio-padrão é de 11,64%. Desses 233 produtos, apenas uma dezena apresenta desvalorizações, levando a skewness para os 11,27, alongando a cauda do lado direito ao nível mais elevados dos períodos analisados.

Popular Gestão de Activos com 2 fundos no top 5

A liderança no período pertence ao fundo da ESAF, ES Rendimento Plus. Nos últimos seis meses o fundo apresenta uma rendibilidade de 2,913% e tem como principais posições dívida pública portuguesa e grega e ainda dívida privada da Rede Ferroviária.

No segundo lugar aparece o fundo da Popular Gestão de Activos, Popular Objectivo Rendimento 2015, com uma valorização no último semestre de 2,909%. Este fundo tem apenas oito obrigações em carteira, com destaque para o Catalunya(Generali). Podemos encontrar ainda nas maiores posições dívida pública portuguesa.

Para completar o pódio vem o Banif Euro Corporates com ganhos para o investidor de 2,685%. O fundo tem mais de quatro dezenas de posições, sendo que o destaque vai para a Intesa Sanpaolo com cupão de 8,375%. Também nas principais posições aparece a CGD a 5,635% de cupão e a Enel Spa a 6,5%.

Logo após o pódio, e com ganhos acima de 2%, aparece mais um fundo da Popular Gestão de Activos, o Popular Euro Obrigações. As principais posições pertencem ao mercado nacional, com a dívida pública soberana, a Portugal Telecom e o BES nos principais papéis.

Para fechar a “mão cheia” com os melhores fundos de obrigações nos últimos seis meses, aparece o Millennium Premium com ganhos de 1,91%. A principal posição pertence ao ETF da iShares Euro High Yield Corporate Bond, registado na Irlanda.  Destaque ainda para dívida da Granite Master.

 

(Nota: Análise Funds People a partir de dados cedidos pela Morningstar)
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos