Os 20 fundos que resistiram à ‘seleção natural’ de agosto, setembro e outubro


Tal como em tudo na vida, os piores períodos permitem fazer uma seleção natural. A mesma metáfora pode ser feita no que toca aos mercados financeiros. Depois de um período ‘horribilis’ como o vivido principalmente nos meses de agosto e setembro, e início de outubro, também se pode ‘passar’ um crivo nos ativos ou produtos que melhor conseguiram sobreviver a essa fase. Foi isso mesmo que fizemos: Quais os fundos de investimento do mercado nacional que conseguiram um desempenho positivo nos meses de agosto, setembro e outubro?

Analisando todos os fundos de investimento mobiliários que a APFIPP reflete nas suas estatísticas verifica-se que não foram além de 20 os produtos a conseguirem um desempenho positivo nos meses de agosto, setembro e outubro. Na amostra das duas dezenas de produtos, com dados de final do mês de outubro, pelo menos uma coisa fica evidente: os fundos de obrigações e de mercado monetário são os mais preponderantes, o que denota o pior comportamento dos fundos que investem nas bolsas, que foram tão prejudicadas nesse período.

Caixagest destaca-se no top 2... e não só

À cabeça, e distanciando-se significativamente dos outros fundos está o Caixagest Obrigações Longo Prazo, gerido pela Caixagest. É o único fundo da lista com um retorno superior a 1% nos três meses em análise - mais concretamente 1,41% - e em carteira, segundo a página da Morningstar, apresenta dívida pública alemã e italiana bem como um futuro sobre a dívida de longo prazo alemã. Não restam dúvidas portanto que este se trata de um fundo que tem como objetivo proporcionar aos participantes “o acesso a uma carteira de ativos de taxa fixa”.

O único fundos de ações a constar deste ranking pertence também à Caixagest. Com uma abordagem global, o Caixagest Ações Líderes Globais conseguiu escapar à tempestade de agosto, setembro e outubro e apresentou nesses três meses um retorno de 0,88% O produto é um dos gigantes nacionais, somando records no que toca às entradas de dinheiro. Da carteira do fundo continuam a fazer parte grandes empresas mundiais, tais como a Nike, a McDonald’s ou a Nestle, nomes que provavelmente se conseguiram “segurar” melhor nas turbulências de mercado.

Ainda nesta lista, a Caixagest ganha lugar de destaque, pois são mais três os fundos com retorno positivo: os fundos de investimento alternativo Caixa Oportunidades o Caixa Fundo Monetário – que arrecadam uma rentabilidade de 0,09% e 0,04%, respetivamente – e o maior fundo do mercado nacional o Caixagest Liquidez, com ganhos de 0,04%. 

BPI Gestão de Activos também representada             

Uma das gestoras que apresenta igualmente fundos nos lugares cimeiros desta lista é a BPI Gestão de Activos. O fundo alternativo BPI Macro e o BPI Euro Taxa fixa são precisamente os dois produtos que se seguem aos da Caixagest. O BPI Macro, que segundo a sua ficha de produto prima por poder ter “uma composição muito diversificada ou concentrada de classe de ativos e/ou geografias”, apresenta nos três meses ganhos de 0,71%. Já o BPI Euro Taxa Fixa, com 0,61% de retorno, apresentava no final de setembro, segundo a sua ficha de produto, uma maior preponderância em carteira (34%) de obrigações com maturidade superior a 7 anos.

Pouco consonantes com o resto da lista

Para além do Caixagest Ações Líderes Globais, um outro ‘intruso’ nesta lista é o fundo flexível Santander Global, gerido pela Santander Asset Management, que apresenta em agosto, setembro e outubro um retorno de 0,19%. Este fundo misto defensivo, segundo a Morningstar, apresenta em carteira uma maior preponderância dos materiais básicos e dos serviços financeiros, sendo que é a Zona Euro região com mais peso no portfólio (mais de 52%).

Os fundos com retorno positivo nos meses de agosto, setembro e outubro

Fundo Gestora Rentabilidade nos últimos três meses (%)
 Caixagest Obrigações Longo Prazo Caixagest1,41
 Caixagest Ações Líderes Globais  Caixagest 0,88
 BPI Macro - F.I.A. BPI Gestão de Activos0,71
 BPI Euro Taxa Fixa  BPI Gestão de Activos  0,61
 Santander Multi Taxa Fixa Santander Asset Management0,33
 Popular Tesouraria Popular Gestão de Activos 0,20
 Santander Global  Santander Asset Management 0,19
CA MonetárioCA Gest0,13
 NB Liquidez - F.I.A. GNB Gestão de Ativos0,10
 Millennium Global Bond Selection Millennium Gestão de Activos0,09
 Banif Euro Tesouraria Banif Gestão de Activos 0,09
 Caixagest Oportunidades - F.I.A.  Caixagest 0,09
 Montepio Tesouraria  Montepio Gestão de Activos 0,06
 Millennium Extra Tesouraria III - F.I.A.  Millennium Gestão de Activos 0,06
 Montepio Taxa Fixa  Montepio Gestão de Activos 0,05
Caixagest Liquidez Caixagest 0,04
 Caixa Fundo Monetário - F.I.A.  Caixagest 0,04
 Montepio Monetário Plus - F.I.A.  Montepio Gestão de Activos 0,03
 Montepio Monetário de Curto Prazo  Montepio Gestão de Activos 0,02
 BPI Monetário Curto Prazo - F.I.A.  BPI Gestão de Activos  0,01

Fonte: APFIPP, 30 de outubro

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos