OICVM entraram com o “pé direito” em 2015


Os organismos de investimento colectivo em valores mobiliários (OICVM)  entraram em 2015 de uma forma positiva Os dados da CMVM referentes a janeiro dão conta de um crescimento de 165,3 milhões de euros no valor gerido por estes organismos, que chegaram ao final do primeiro mês do ano com 8.391,4 milhões de euros sob gestão.  Por outro lado, os fundos de investimento alternativo (FIA) tomaram um rumo distinto. De dezembro para janeiro estes fundos sofreram uma redução de 2,2% no volume gerido, terminando o mês em questão nos 3.288,7 milhões de euros.

Sonae SGPS continua a ser preferida

No primeiro mês de 2015 a retalhista Sonae SGPS continuou no topo das preferências dos fundos, tendo o seu investimento crescido 9%. Na totalidade, os produtos investiam 26,3 milhões de euros na empresa cotada, o que representa um investimento de 10,7%. A segunda ação nacional que enche mais “as medidas” aos fundos nacionais é a Zon Multimédia, que terminou janeiro com 22,3 milhões de euros aplicados por parte dos OICVM. Em termos de crescimento, por seu lado, a cotada com maior variação mensal foi a Portucel, que viu o valor investido crescer 52,6%, para os 9,9 milhões de euros.

Portugal voltou a ser atrativo

No mês em análise há ainda que destacar o “regresso” do interesse no mercado português. Os dados do regulador testemunham esse facto, já que mostram que Portugal foi, a par do Reino Unido, o destino de investimento que mais cresceu no mês em questão. No final de janeiro os OICVM investiam 919,1 milhões de euros nos valores mobiliários nacionais, o que representa um crescimento de 5,2% face ao mês anterior. Este incremento aproxima Portugal do Luxemburgo, que continua a ser o destino privilegiado por estes organismos, que em janeiro aplicavam 1.002 milhões de euros nesta praça financeira.

Investimento em valores mobiliários cotados, por mercado

Países

Janeiro 2015

Variação mensal

Valor 10^6

% Total

Valor

Portugal

919,1

16,6%

5,2%

Luxemburgo

1.002,1

18,1%

1,6%

Reino Unido

740,0

13,4%

5,3%

Itália

546,4

9,9%

-9,3%

Alemanha

469,9

8,5%

4,7%

Espanha

412,2

7,5%

2,4%

França

355,9

6,4%

-0,6%

Irlanda

321,8

5,8%

-3,3%

EUA

299,5

5,4%

4,5%

Holanda

114,4

2,1%

-3,8%

Outros

340,6

6,2%

-5,3%

Total

5.521,9

100,0%

0,9%

Fonte: Dados da CMVM, de final de janeiro de 2015

No mês de janeiro, contrariamente a dezembro, não existiram mudanças no número de fundos do mercado nacional. Na análise feita pelo Regulador, é referido que a Caixagest continua na liderança, tanto em termos do número de fundos, como ao nível da quota de mercado. A entidade, em janeiro, tinha 31,9% de quota de mercado, seguindo-se a BPI Gestão de Activos, que terminava o primeiro mês de 2015 com uma preponderância no mercado de 16,5%. A Santander Asset Management fecha o top 3, com um quota de mercado de 14,6%. 

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos