Tags: Obrigações | Ações |

Obrigações convertíveis irão ter o melhor desempenho de 2014


A Schroders, gestora internacional com mais de 300 mil milhões de euros de ativos sob gestão, antevê que o ano de 2014 será das Obrigações Convertíveis.

Para Martin Kuehle, Investment Diretor de Obrigações Convertíveis da entidade, “as obrigações convertíveis oferecem uma solução aos investidores que não têm apetência pelo risco para comprar ações ou estão limitados pela regulamentação. Embora alguns investidores obtenham retornos significativos nos mercados acionistas, outros têm-nos obtido à margem destes e esperam que haja um recuo para finalmente entrarem. Prevemos, pois, uma forte procura de obrigações convertíveis numa base individual ou como uma componente estável das carteiras de rendimento fixo.”

Para a entidade, a perspetiva é que em 2014 o mercado acionista irá ter um desempenho sólido e que as obrigações convertíveis serão uma das classes de ativos de rendimento fixo com melhor performance. Mesmo com o baixo crescimento atual da economia, as taxas de juro baixas e ainda o facto de se perspetivar um aumento das taxas de juro em  2014 por parte da FED, as obrigações convertíveis seguem na linha da frente.

O forte argumento para investir em obrigações convertíveis globais em 2014 é sustentado pela proteção relativamente às taxas de juro que oferecem, pela inclinação para o crescimento estratégico e participação no mercado acionista através de uma opção de longo prazo que é acompanhada por uma forte seleção de crédito”. Ou seja, vai proporcionar aos investidores um equilibrio entre as ações e a segurança.

 A gestora tem em carteira o fundo O Schroder ISF Global Convertible Bond que atingiu recentemente os dois mil milhões de dólares em ativos sob gestão.

Para Philippe Lespinard, Co-Head of Fixed Income da Schroders, “o facto de termos ultrapassado a marca dos 2 mil milhões de dólares mostra a força da nossa equipa de obrigações convertíveis recentemente alargada, que também gerou um grande desempenho para os nossos clientes. As condições de mercado parecem ser favoráveis para as obrigações convertíveis devido à sua baixa sensibilidade ao aumento das taxas de juro e exposição a empresas de elevado crescimento mas com uma estrutura defensiva. Elas oferecem, pois, uma oportunidade de investimento atrativa para 2014.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos