O que aconteceu ao apogeu dos fundos mistos?


Com o final de 2015 mesmo a chegar, os clientes das plataformas nacionais que distribuem fundos de investimento estrangeiros (BiG, Best, ActivoBank e plataforma de fundos do Banco Invest) quase que fecharam a porta aos fundos mistos. Mais agressivos, os investidores começaram no mês passado a reposicionar as suas carteiras, e os fundos de ações foram o veículo preferido para o efeito. Desta forma, os fundos mistos em destaque no período não são sinónimo de grande novidade.

Fidelity representada por dois fundos

Dos quatro fundos mistos que em novembro conseguiram “pisar” a lista que reúne todos os produtos mais subscritos nas plataformas, dois deles são geridos  pela Fidelity Worldwide Investment. Falamos de dois fundos mistos moderados da casa, - Fidelity Global Multi Asset Income Dist e o Fidelity F Euro Balanced – que muito embora sejam classificados na mesma categoria pela Morningstar, têm em carteira (segundo a mesma fonte) opções de investimento distintas.

O Fidelity Global Multi Asset Income Dist tem uma maior alocação a obrigações (54,58%) comparativamente com as ações (25,49%), ao passo que o Fidelity F Euro Balanced, contrariamente, executa um maior investimento em ações (65,29%) face às obrigações (27,88%). Embora em carteira não partilhem nenhuma posição nas cinco maiores posições do portfólio, em ambos os fundos o sector mais representativo são os serviços financeiros.

Abram portas aos habituées

Na lista de fundos mistos presentes em novembro há dois produtos que quase se poderia dizer que não podem faltar. Pertencem à Nordea e à UBS AM, e os seus nomes são presença assídua. Falamos, obviamente, do fundo misto agressivo UBS (Lux) SF Growth (EUR) N Acc, que tal como os “companheiros” anteriores, aloca mais dinheiro nos serviços financeiros. Contudo, as maiores posições do produto, que a Morningstar mostra na sua página, estão reservadas para fundos da própria UBS.

No caso do misto moderado Nordea-1 Stable Return Fund E EUR, a saúde é o sector mais privilegiado na hora de investir. Nas cinco maiores posições da sua carteira encontram-se investimentos em títulos do tesouro norte-americano, mas há ainda lugar para uma empresa do universo referido: a Johnson & Johnson.

Fundos Mistos mais subscritos nas plataformas em novembro 

Fundos GestoraCategoria
UBS (Lux) SF Growth (EUR) N AccUBS AM Misto Agressivo
Fidelity Global Multi Asset Income DistFidelity Worldwide InvestmentMisto Moderado 
Fidelity F Euro BalancedFidelity Worldwide InvestmentMisto Moderado 
Nordea-1 Stable Return Fund E EURNordeaMisto Moderado 
Fonte: Informação cedida pelas entidades
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos