Tags: Negócio | Ações |

O “caminho das índias” cruzou-se com os investidores em novembro


Novembro foi um mês no qual as marcas da volatilidade de outubro ainda se fizeram sentir. No entanto, ao nível dos fundos estrangeiros mais subscritos nas plataformas nacionais o risco continuou a ser uma preferência evidente, ao mesmo tempo que surgiu uma escolha geográfica específica: a Índia.

João Graça, do ActivoBank, explica precisamente que “do lado das subscrições, destaca-se a entrada no top do fundo de ações indianas bem como na aposta de fundos diversificados a nível global”. Já Isabel Soares, gestora de produto do banco BiG, indica que em novembro “com a generalidade dos mercados accionistas a manterem a tendência de valorização (após o forte movimento de correcção a que assistimos na primeira metade do mês de Outubro), os fundos de investimento com exposição a este segmento continuam a registar inflows interessantes”.

Rui Castro Pacheco, head of asset management do Banco Best, lembra que em novembro se registou “novamente uma preponderância pela escolha de fundos com risco, com seis fundos de ações e dois mistos”, no ranking. O profissional explica que “mesmo depois de termos assistido a algum aumento na volatilidade, os investidores parecem reconhecer que os investimentos “sem risco” são atualmente incapazes de gerar um nível de retorno satisfatório para as suas poupanças, procurando alternativas com a assunção de maiores níveis de risco”.

Saúde e Índia

Desta forma, nos fundos de ações Rui Castro Pacheco destaca o aparecimento de dois “casos” específicos. Por um lado o sector da saúde e, por outro, um país, a Índia, com ambas as opções a proporcionarem “boas rendibilidades nos últimos meses, neste caso geridos pela BlackRock e pela Goldman Sach, respetivamente”. Fala ainda “dos fundos de ações americanas, gerido pela ClearBridge, ações Europeias, gerido pela UBS, e ações globais, gerido pela Invesco, destaque ainda para o fundo gerido pela Pictet que procura a nível global as empresas que distribuem de forma sistemática bom dividendos”.

Igualmente Isabel Soares realça “dois fundos de investimento com estratégias mais direccionais que constam do top de fundos mais procurados: Franklin India (produto que beneficia das fortes valorizações registadas pelo mercado accionista indiano ao longo do último ano) e o Franklin Biotechnology Discovery (fundo com enfoque no sector da biotecnologia)”.

Do Activo Bank, por seu lado, João Graça faz ainda referência a “novas entradas no fundo Pictet Biotech com alguns clientes a regressarem após a pequena correção de Outubro”.

Numa componente intermédia do risco assumido, e ao nível dos fundos mistos, do banco Best, mas também do Banco BiG, fazem ainda menção àquele que foi o fundo mais subscrito no mês em ambas as plataformas. “O Nordea Stable Return que combina uma carteira mais estável para a maioria dos seus ativos com uma exposição variável a ações escolhidas de entre as empresas com resultados mais sólidos e estáveis”, lembra Rui Castro Pacheco. Fala também de outro fundo misto presente no ranking, o Global Total Return gerido pela MFS.

Mesmo na componente de ativos de menor risco, “tradicionalmente os investimentos em obrigações, temos um fundo com uma gestão muito dinâmica e flexível da Jupiter e um fundo que investe em países emergentes gerido pela Pioneer”, conclui do Best, Rui Castro Pacheco. Também na componente de obrigações, mas no BiG, voltam a dar conta da “procura por dois produtos com exposição a dívida periférica: o BNY Mellon Euroland Bond e Blackrock Euro Bond”.

 

TOP TEN DOS FUNDOS MAIS SUBSCRITOS EM NOVEMBRO 

 

 

Best

ActivoBank

BiG

1

Nordea-1 Stable Return Fund E EUR

UBS (Lux) SF Balanced (Eur) N Acc

Nordea 1 Stable Return Fund

2

BlackRock Global Funds - World Healthscience E2 EUR

UBS (Lux) SF Yield (EUR) N Acc

Invesco Pan European Structured Equity

3

Pioneer Funds - Emerging Markets Bond C EUR ND

Amundi F Equity TY India Infrastructure SU

Fidelity Funds - Iberia Fund

4

Legg Mason ClearBridge US Aggressive Growth Fund Class A EUR Acc

UBS (Lux) SF Growth (EUR) N Acc

BNY Mellon Euroland Bond P

5

The Jupiter Global Fund - Jupiter Dynamic Bond Class L EUR Q Inc

JPM US Select Equity D

BlackRock Euro Bond Fund

6

MFS® Meridian Funds Global Total Return A1 EUR Acc

Parvest Bond Euro Government N

Pioneer Funds Strategic Income

7

Invesco Funds - Invesco Global Structured Equity Fund E

Pictet Biotech HR Eur

Franklin India Fund

8

Goldman Sachs India Equity Port E Acc

Franklin India N

Pictet Emerging Mkts High Dividend Hdg

9

UBS (Lux) Equity SICAV - European Opportunity Unconstrained (EUR) P-acc

BNY Mellon Global Real Return A

Templeton Global Bond Fund EUR Hdg

10

Pictet-High Dividend Selection-R dm EUR

UBS (Lux) SF Equity (EUR) N Acc

Franklin Biotechnology Discovery Fund

 

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos