Novidades na política monetária do Reino Unido e da Zona Euro


A primeira semana de setembro é muitas vezes associada a regresso ao trabalho. No caso da lista de eventos importantes no panorama financeiro pode dizer-se que o mês considerado de reentré, apresenta algumas novidades. Esta segunda-feira, dia 1, sabem-se as informações detalhadas acerca PIB alemão no segundo trimestre, isto depois de no passado dia 14 de agosto os resultados do PIB não terem sido os melhores, já que a economia germânica contraiu 0,2%. Neste mesmo dia destaque ainda para o índice PMI de manufactura revelado tanto no Reino Unido, como na Zona Euro.

Terça-feira, as atenções viram-se para os EUA, onde se sabe o PMI de manufactura, e para Espanha, onde a novidade do dia são os números do desemprego em agosto. Destaque ainda para o PMI de construção, referente também ao oitavo mês do ano, conhecido no Reino Unido.

Quarta-feira, 3 de setembro, o destaque é para as ordens de fabrico nos EUA referentes a julho, mas também para o lançamento do livro bege. Também no país, o Bank of America Corp distribui dividendos. Na Zona Euro, por outro lado, é dia de se saberem números sobre as vendas de retalho em julho e o PMI composto de agosto.

Novidades na Política Monetária

No dia seguinte, quinta-feira, a Alemanha dá a conhecer informações sobre as ordens na indústria em julho. No Reino Unido, a agenda do Bank of England marca uma reunião do Comité de Política Monetária, seguindo-se o habitual anúncio da fixação de taxa de juro. Informação relativamente semelhante é dada conhecer na Zona Euro, com o BCE a dar conta da taxa de refinanciamento, da taxa de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez e a taxa de depósitos.

A fechar a semana, dia 5 de setembro, destaque para os números do PIB na Zona Euro, enquanto na Alemanha se sabem informações sobre a produção industrial no mês de julho.

Nos leilões da dívida, esta segunda-feira França vai aos mercados financiar-se, enquanto terça-feira nos leilões de dívida “comparecem” a Grécia e o Reino Unido. Quarta-feira é a vez da Alemanha vender obrigações, enquanto quinta-feira Espanha e França se financiam. A fechar a agenda dos leilões, sexta-feira, o Reino Unido vai aos mercados.

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos