Neuberger Berman abre escritório em Espanha e contrata Javier Núñez como responsável da gestora para Ibéria


A Neuberger Berman chega ao mercado ibérico com a abertura do escritório em Espanha,  e com a contratação de Javier Núñnez de Villavicencio como responsável de desenvolvimento de negócio  e expansão da entidade para o mercado ibérico, confirmaram à Funds People fontes da entidade. Nuñez trabalhará a partir de Madrid e reportará a Dik van Lomwel, director de EMEA e América Latina da Neuberger Berman. Nuñez conta com mais de 30 de experiência na indústria. Foi responsável durante mais de dez anos para Ibéria de BNP Paribas IP. Também trabalhou para a J.P. Morgan em Madrid e posteriormente em Nova Iorque, desenvolvendo a equipa de vendas de ações internacionais da entidade. O seu último cargo foi ocupado na Selinca AV, empresa dedicada a representar e oferecer serviços de assessoria e consultoria em atividades comerciais a gestoras internacionais, uma das quais era precisamente a Neuberger Berman.

“À medida que aprofundamos e reforçamos as nossas relações com clientes nestes dois mercados, é importante contar com profissionais com experiência atestada. Nuñez representou-nos durante os dois últimos anos e estamos contentes com a sua completa incorporação na empresa”, explica Dik van Lomwel. “A Neuberger Berman coloca à disposição dos clientes em Portugal e Espanha uma ampla gama de fundos que oferece soluções de investimento que procuram uma elevada rentabilide, mas mantendo o objetivo de preservação do capital dos seus clientes. A entidade dispõe de uma gama de fundos nas principais classes de ativos, o que nos situa numa excelente posição para colaborar com os clientes para conseguir os seus objetivos de investimento. Estou muito satisfeito com este novo desafio profissional que me permitirá continuar a aprofundar o trabalho que já vinha a desenvolver até agora para a Neuberger Berman”, afirma Nuñez.

Mas.. Quem é a Neuberger Berman? Fundada em 1939, trata-se de uma gestora americana com um patrimonio gerido na ordem dos 267.000 milhões de dólares. Embora se destaque pelas suas estratégias de high yield - o US High Yield tem um volume superior a 100.000 milhões de dólares - a entidade também é muita conhecida pelas suas estratégias de ações. Na verdade, o património gerido pela entidade divide-se praticamente 50% entre estratégias de ações e a outra metade em obrigações. No campo das ações, a entidade é especialmente forte na gestão de ações americanas, onde têm fundos small caps e multi-caps. Também se destaca por um fundo UCITS de retorno absoluto com estratégias hedge. Recentemente a entidade foi noticia depois de 100% do seu capital ter voltado a estar nas mãos dos seus colaboradores.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos