NB Estratégia Ativa II: O vencedor na flexibilidade à defesa, nos Morningstar Awards


O Melhor Fundo Nacional Misto Defensivo Euro para a Morningstar voltou a ser premiado, agora numa “segunda” versão, depois de em 2013 o vencedor desta categoria ter sido o NB Estratégia Ativa.  O NB Estratégia Ativa II, gerido pela GNB – Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário, S.A., foi o vencedor na categoria de Melhor Fundo Misto Defensivo Euro, na última gala de prémios entregues pela reconhecida empresa de análise, no passado dia 23 de abril.

Recorde-se que a GNB Gestão de Ativos, Grupo NOVO BANCO foi ‘triplamente’ reconhecida nos Morningstar Awards, já que para além desta distinção levou também para casa o prémio de Melhor Fundo de Obrigações Euro, Categoria na qual saiu vencedor o NB Rendimento Plus, gerido por João Zorro, mas também em termos internacionais, já que a gestora arrecadou o prémio de Melhor Fundo Estrangeiro Obrigações Euro, com o NB Opportunity Fund, a cargo de de Amit Maugi.

Adaptação e flexibilidade

Relativamente ao NB Estratégia Ativa II, o produto está a cargo de Paulo Loureiro Joaquim, que faz parte da Área de Ações da GNB Gestão de Ativos, Grupo NOVO BANCO, desde 1997, assumindo responsabilidades no Trading de ações e mercado cambial, bem como funções ao nível da gestão de fundos balanceados.

Tal como assinala a entidade em comunicado, este produto “apresenta uma gestão flexível, adaptando-se ativamente o perfil de risco potencial do fundo a diferentes momentos de mercado, global e diversificada no conjunto de ativos em que investe (obrigações, produtos estruturados, commodities, fundos, ações, volatilidade e moedas)”. O fundo pretende alcançar um equilíbrio entre o seu objetivo de retorno e o perfil de risco e, por isso, “permite beneficiar de oportunidade de investimento numa multiplicidade de ativos, muitas vezes não correlacionados entre si”. Para Paulo Loureiro Joaquim, este prémio "reflete a excelente performance obtida num produto onde a gestão do risco está sempre presente. E isto é resultado do trabalho realizado por toda a equipa". 

Os últimos dados da APFIPP, de 24 de abril, indicam que desde que o ano de 2015 começou o produto apresenta um retorno de 2,73%, enquanto que a um ano a rentabilidade do produto é muito próxima de 4%.

No final de março o volume sob gestão do NB Estratégia Ativa II era de quase 30 milhões de euros e, segundo a ficha de produto disponível no site da entidade, no terceiro mês do ano o fundo foi ajudado pela “contribuição positiva das componentes acionistas e de investimentos alternativos”. No mesmo documento, Paulo Joaquim indica que em março se “observou alguma dispersão de performance nos ativos de risco, o que por exemplo para o mercado acionista se materializou num desempenho positivo do mercado europeu (Stoxx Europe 600 +1,30%) e japonês (Nikkei +2,18%) vs. quedas no mercado americano (S&P 500 -1,74%) e mercados emergentes (MSCI EM -1,59%)”.                                                                                

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos