Tags: Pensões |

Montante dos fundos de pensões em crescimento


O último relatório do sector segurador e dos fundos de pensões lançado pelo Instituto de Seguros de Portugal com dados relativos ao ano de 2012, revela que no final desse ano existiam 228 fundos de pensões, menos um do que em 2011. Já os fundos profissionais, tal como os fundos individuais, permaneceram no mesmo montante do ano de 2011.

No que diz respeito à evolução do montante dos fundos de pensões, o relatório relembra que após a quebra acentuada do mercado de fundos de pensões em 2011 decorrente do processo de transferência para a Segurança Social de ativos do sector bancário, o montante sob gestão cresceu 9,3% em 2012. Segundo o documento, a variação positiva foi transversal a todos os tipos de fundos, com exceção dos PPA, que registaram um decréscimo de 12,5%. Mais significativas foram as adesões individuais a fundos abertos, que apresentaram um aumento mais significativo (17,2%), seguindo-se as adesões colectivas (12,5%), os fechados (9,2%) e os PPR (1,5%).

8,8% do Produto interno bruto

Segundo as contas do relatório, no final de 2012 o montante total dos fundos de pensões ascendia aos 14,5 mil milhões de euros, o que representa  8,8% do produto interno bruto nacional. O relatório denota também que, em termos dos valores dos investimentos afetos da atividade seguradora, existiu um acréscimo de 1,8 pontos percentuais face ao ano anterior, correspondendo a 30,3%.

No que diz respeito ao volume das contribuições, assistiu-se a um aumento global de 4,5% de 2011 para 2012. No âmbito dos fundos profissionais, as contribuições para os fundos fechados (que representavam 94% do total) cresceram 5,2%, enquanto as adesões colectivas decresceram 13%.

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

O Mais Lido

Próximos eventos