Moderados no comando


A palavra flexibilidade está na moda, mas nem sempre foi significado de subscrições líquidas positivas nos primeiros sete meses de 2015. Contudo, Julho contraria a tendência e faz este tipo de produtos arrecadas mais de 30 milhões de euros.                                                  

A encabeçar a lista dos produtos flexíveis, de acordo com a categorização da APFIPP, que mais captaram no passado mês de julho está o BPI Moderado. Este fundo foi recentemente lançado pela BPI Gestão de Activos, sendo gerido por Eduardo Monteiro. O produto recebeu, no seu primeiro mês de vida, um valor de entradas líquidas de 22,8 milhões de euros.

Repare-se que do total captado pela categoria de fundos, ou seja 30.291.300€, este produto da BPI GA, é claramente dominante. Mais de 75% do montante total captado destinou-se a este novo fundo da gestora, cuja carteira apresenta um grau de diversificação elevado, dividido entre investimento direto no mercado de ações e obrigações, especialmente da região ibérica, e através de fundos de investimento, tanto da casa como internacionais. Salienta-se ainda a posição em liquidez, que se pode justificar pela atual volatilidade nos mercados.  

Logo depois, e apesar da diferença de valor líquido captado, vem outro fundo da casa, igualmente nascido em julho, e cuja diferença é o seu perfil de risco. O BPI Dinâmico assume-se mais agressivo do que o líder deste ranking e arrecadou, em julho, 6,6 milhões de euros.

Na gestora, aquando do lançamento dos produtos, sublinhavam a possibilidade dos investidores transferirem os seus investimentos de um produto para o outro, isto é proceder a uma alteração do perfil de risco pretendido, sem estarem sujeitos ao pagamento de comissão de resgate.

Em terceiro lugar da lista dos fundos flexíveis que mais dinheiro receberam no último mês vem o Banif Investimento Moderado. Este fundo é gerido por Jorge Guimarães da Banif Gestão de Activos e registou um montante total subscrito de 2,7 milhões de euros. Na sua carteira existe, à semelhança dos anteriores, um investimento tanto em ações como obrigações seja através de fundos ou investimento direto. Segundo dados da Morningstar, no final de julho, o fundo tinha 48,68% investidos no mercado acionista e 48,33% em dívida. Quanto a preponderâncias geográficas, a Zona Euro surge como favorita com um peso em carteira de 39,54%. Contudo, a exposição à maior economia do mundo - EUA - não dista muito desta percentagem (38,49%).

Os dois últimos postos deste ranking são ocupados por mais dois fundos mistos moderados. São eles o NB Plano Crescimento que conseguiu captar praticamente 1,2 milhões de euros e o CA Flexível que apresenta um montante total de subscrições líquidas de 1,07 milhões de euros. O primeiro produto é da responsabilidade de Marta Martins e, segundo a própria relatava na ficha de produto do período em análise, a performance foi auxiliada pela positiva pela “aposta cambial na desvalorização do euro contra o dólar” e prejudicada pela “exposição ao mercado de ações, com o investimento em fundos globais e americanos a ser penalizador”.  Todavia, para 2015, da entidade “acreditam que o contexto dos mercados financeiros tenderá a ser positivo, mas com volatilidade”. Nesse sentido, dizem “manteremos uma forte disciplina de investimento através de uma gestão ativa na seleção de oportunidades e definição oportunista de estratégias de trading ou de proteção”.

Por seu lado, o CA Flexível é gerido por Fernando Nascimento, identificando-se através da Morningstar Style Box um bias para estilo valor e empresas de grande capitalização. No final de julho, o investimento em obrigações e na Zona Euro era dominantes, num total de 77,07% e 77,59% da carteira, respetivamente

 

FundoGestoraJulho
BPI ModeradoBPI Gestão de Activos22 776 700 €
BPI DinâmicoBPI Gestão de Activos6 558 500 €
Banif Investimento ModeradoBanif Gestão de Activos2 688 400 €
NB Plano CrescimentoGNB Gestão de Ativos1 193 200 €
CA FlexívelCA Gest1 077 000 €
BPI AgressivoBPI Gestão de Activos1 053 700 €
Banif Investimento ConservadorBanif Gestão de Activos374 900 €
Banif IbériaBanif Gestão de Activos277 500 €
Banif Investimento DefensivoBanif Gestão de Activos169 900 €
NB Plano DinâmicoGNB Gestão de Ativos129 300 €
NB BrasilGNB Gestão de Ativos27 800 €
Optimize Europa ValorOptimize Investment Partners25 100 €
Optimize Investimento ActivoOptimize Investment Partners17 900 €
Montepio Mercados EmergentesMontepio Gestão de Activos4 900 €
Fonte: Dados de captações do relatório estatístico APFIPP no final de julho de 2015. Informação das carteiras retirada da Morningstar e de informação disponibilizada online pelas próprias gestoras. 
Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos