Millennium Eurocarteira vence prémio para melhor fundo


O fundo Millennium Eurocarteira, da Millennium Gestão de Activos, foi distinguido na segunda edição dos NYSE Euronext Lisbon Awards, na categoria de melhor fundo de investimento/fundo de pensões aberto.

Os outros dois finalistas nesta categoria, que é desenvolvida em parceria com a APFIPP, foram dois fundos geridos pela ESAF, concretamente, o Espírito Santo Portugal Acções e o Espírito Santo Rendimento Dinâmico.

Na categoria de melhor casa de ‘research’, o prémio foi para o BPI, tendo sido os outros dois finalistas o BCP e o BESI.

Quanto às sociedades de advogados, a distinção nesta edição dos NYSE Euronext Lisbon Awards foi para a Vieira de Almeida & Associados, categoria na qual eram ainda finalistas a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados e a Uría Menéndez Abogados.

Na cerimónia de entrega dos prémios, realizada ontem no CCB, em Lisboa, Luís Laginha de Sousa, presidente da NYSE Euronext, fez o balanço dos momentos mais marcantes no mercado de capitais português em 2012; destacou nomeadamente a listagem da primeira empresa nacional no Alternext, a ISA (que venceu o prémio na categoria de inovação financeira), a colocação de emissões obrigacionistas destinadas aos investidores de retalho e o ‘Portuguese Day’, realizado mais uma vez em Wall Street e onde foi sentido por parte dos investidores “mais interesse” por Portugal.

Devíamos ter uma diplomacia económico-financeira que entenda que é fundamental divulgar o mercado de capitais português”, salientou Luís Laginha de Sousa. O presidente da NYSE Euronext Lisbon reiterou o apelo ao governo para “fazer passar pelo mercado de capitais, pelo menos em parte algumas das operações de privatização em curso”, assim como aos receios relacionados com o imposto sobre transacções financeiras. “Deve preocupar-nos”, afirmou, alertando para as “consequências muito negativas, como o desvio de transacções para outras bolsas e plataformas ou a deslocalização de valores mobiliários para outras localizações”. E anunciou a realização de uma conferência sobre o tema para o dia 19 de Fevereiro.

A encerrar a cerimónia, Carlos Moedas, secretário de Estado-adjunto do primeiro ministro, falou nomeadamente no papel do mercado de capitais no período pós-troika, dizendo que uma economia equilibrada não pode estar dependente apenas de uma fonte de financiamento ma que deve existir diversificação e que “a bolsa deve ser um elemento cada vez mais central na nossa economia”. Como tal “é desejável que mais empresas, nos próximos anos, recorram à bolsa”, o que, sublinhou, o que contribuiria para “ajudar o tecido empresarial e a economia”.

Carlos Moedas afirmou que o sucesso no período pós-troika “passará pelo reforço contínuo da robustez dos mercados financeiros e dinamismo do mercado de capitais”.

Restantes prémios atribuídos

Nos NYSE Euronext  Lisbon Awards deste ano, além dos vencedores já acima referidos, foram ainda premiados: a Portucel (listed company – best performance – compartment A), o Banco BPI (listed company – best performance – compartments B and C), BESI (market member – most active trading house in shares; market member – most active trading house in ETF),  o Millennium BCP (market member -  most active trading house in shares – compartments B and  C; most active trading house in certificates), o BPI (market member - most active trading house in bonds; nº 1 corporate bond house; most active research house), BBVA (market member - most active trading house in derivatives market), Commerzbank (market member - most active trading house in warrants), e Nomura International (nº 1 seasoned equity offer house).

Além das sociedades houve ainda prémios para trabalhos académicos e eventos. “Abnormal returns before acquisition announcements: evidence from Europe” venceu na categoria de best scientific research on portuguese capital markets – PhD thesis and publish articles; e “O modelo da dupla auditoria e a gestão de resultados: uma singularidade portuguesa” foi distinguido na categoria de best scientific research on portuguese capital markets – Masters thesis. A “Technology and Innovation Conference”, da Portugal Telecom, foi premiada como best capital market promotion event – dedicated to institutional investors; e o “Global Investment Challenge”, organizado pela SGD, em parceria com o Millennium BCP e o jornal Expresso, venceu na categoria de best capital market promotion event – dedicated to retail investors.

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos