Tags: Negócio | Ações |

Millennium BCP: embora com menos dinheiro investido, continua a ser a cotada preferida dos OICVM


Abril foi o mês dos Organismos de Investimento Colectivo em Valores Mobiliários (OICVM) continuarem numa rota crescente. Os últimos dados divulgados pela CMVM a este respeito indicam que no mês em questão os OICVM atingiram os 9.238,5 milhões de euros, o que se traduz num crescimento de 228,1 milhões de euros, ou seja, mais 2,5% de ativos sob gestão do que no mês de março. Trajetória distinta fizeram os fundos de investimento alternativo (FIA), grupo no qual os ativos geridos derraparam 4,6% para os 2.928,6 milhões de euros.

Millennium BCP continua a ser a cotada nacional preferida, mas...

Pouco mudou em relação ao mês de março, já que o Millennium BCP continua a ser a cotada privilegiada pelos OICVM nacionais. No entanto, segundo o que o Regulador reporta, o peso deste título nas carteira dos fundos diminuiu 17,3%, o que se materializa num investimento de 27,2 milhões de euros e num peso de 9,8% nas carteiras destes veículos. Situação similar acontece com a Sonae SGPS, que continua “instalada” no segundo lugar das preferências dos fundos, embora tenha decaído em quase 19% o investimento feito pelos produtos neste título. O terceiro lugar das cotadas preferidas continua a ser ocupado pela NOS SGPS, que, contrariamente aos casos anteriores, aumentou o seu peso nas carteiras em 2,4%, para os 24,5 milhões de euros.

Bayer e Apple: as preferidas fora de portas

No investimento realizado na União Europeia e fora dela, as novidades também não são muitas. Na Europa a Bayer liderou a posição nas carteiras dos fundos de investimento mobiliário, com um peso de 2,6% no total de aplicações no mercado europeu, muito embora se tenha registado uma descida de 1,9% para os 14,0 milhões de euros. Já fora da União Europeia, também pouco muda. A Apple continua a ser o principal título a integrar as carteiras dos fundos, registando um crescimento de 1,6% face ao mês anterior, para os 15,1 milhões de euros de investimento.  

No que diz respeito ao investimento por mercado, Portugal e o Luxemburgo mantêm-se como os destinos onde os FIM mais investem, muito embora o valor mensal tenha caído em ambos os casos. O Luxemburgo continua o mercado preferido, com 1.094,8 milhões de euros investidos, seguindo-se Portugal com 724,6 milhões de euros de valor investido em valores mobiliários. 

Importa ainda realçar que em abril o número de fundos de investimento alternativo recuou de 52 para 49, por causa da liquidação de três fundos. Dois deles pertencentes à Popular Gestão de Activos – o Popular Private Multiactivos e o Popular Obrigações Indexadas ao ouro (Londres) – e outro gerido pela Caixagest, no caso o Fundo Especial de Investimento Fechado Caixa Rendimento Fixo 2015.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos