Tags: Alternativos |

O segundo trimestre no imobiliário nacional


O índice APFIPP/IPD Portugal Quarterly Property Fund Index volta a consolidar a inversão da tendência de contração plurianual verificada desde 2012. Os valores relativos a 30 de junho do presente ano evidenciam um retorno anual de 2,1% do Net Asset Value dos fundos que o compõem, bruto de impostos e comissões líquidas. Isto representa uma melhoria face às leituras anuais de -1,3% e 1,4% alcançadas em junho de 2016 e março de 2017.

IPD

Fonte: MSCI

O principal contributo para este resultado teve origem nos fundos fechados (excluindo Fundos de Investimento Imobiliário para Arrendamento Habitacional), com uma variação de 5% no período de 12 meses que terminou em 30 de junho. Aliás, esta é a única categoria de fundos que apresenta retornos anualizados positivos a três, quatro e cinco anos, de 4,5%, 1,9% e 0,8%, respectivamente, enquanto que o índice geral apresenta-se com retornos na ordem dos -0,6%, -1,3% e -1,4% nos mesmos períodos.

No entanto, observa-se no gráfico que de uma expansão acentuada com início em 2014, a categoria de fundos fechados (exceto FIIAH) atingiu um máximo absoluto e tem ficado atrás dos fundos abertos – a maior categoria por NAV - e dos FIIAH desde o início do ano.

IPD_2

Fonte: MSCI

Redenominação

Segundo a divulgação da APFIPP, o fundo de investimento imobiliário aberto Banif Imopredial foi transformado num fundo de investimento imobiliário fechado durante o 2º trimestre de 2017 e passou a denominar-se Imopredial.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos