Mercado de fusões e aquisições nacional: ano começou dinâmico


O mês de janeiro foi favorável para o mercado de fusões e aquisições em Portugal. Segundo que refere a TTR, no período registou-se um total de 15 transações entre operações anunciadas e concluídas, o que incluiu a aquisição de ativos. Das 9 transações cujo valor é conhecido, há o registo de um movimento de 374 milhões de euros.

Neste primeiro mês de 2016 o mercado de fusões e aquisições já movimentou mais 36% do que no mesmo período de 2015. Os sectores mais ativos do mercado foram o Imobiliário, Materiais Químicos, Tecnologia e Petróleo e gás, respectivamente.

No que diz respeito às aquisições realizadas por empresas estrangeiras em Portugal, foram registadas 3 operações, nas quais participaram do lado comprador cinco países (Espanha, Singapura, Canadá, China e Estados Unidos).      

No que toca às empresas de private equity e venture capital, as novidades não foram muitas no mês passado. No âmbito do venture capital registaram-se, segundo a TTR, 2 operações. Contas feitas, existiu uma redução de 50% nas operações face a 2015.

Ambas as transações ocorreram no campo da Tecnologia e movimentaram 3,60 milhões de euros, estando envolvidas as empresas portuguesas CGD Caixa Capital e a Portugal Ventures, a norte-americana e.ventures, chinesa Gobi Partners e a singapurense Golden Gate Ventures. No período não ocorreu nenhuma operação ligada ao private equity.

Como habitual, a Transactional Track Record indica ainda uma transação destacada no mês, nomeadamente a compra do Hospital Privado de Guimarães e do CliHotel de Gaia realizada pela Luz Saúde por 13 milhões de euros.

Upload

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos