Tags: Negócio |

Março termina com menos 10 fundos que no mês anterior


 

O número de fundos de investimento mobiliário (FIM) em actividade no final de Março era de 258, o que compara com 268, quer um mês antes, quer também em Dezembro de 2012, mostra o relatório mensal divulgado pela APFIPP.

No mês passado foram liquidados sete fundos, concretamente, Caixa Fundo Rendimento Fixo – FEI, Caixa Fundo Rendimento Fixo II – FEI, Caixagest Maximizer Plus – FEI, Espírito Santo Rendimento Fixo VIII – FEI, Popular Imobiliário – FEI, PPA Montepio e Raiz Conservador, “quatro dos quais por terem chegado ao termo do período de actividade previsto nos respectivos documentos constitutivos”, é referido no relatório divulgado pela APFIPP. Estes sete fundos foram “responsáveis pela saída de 340,6 milhões de euros”.

Além disso houve também a fusão, por incorporação, de três fundos: o BBVA Obrigações Governos ou Equiparados – Zona Euro foi incorporado no BBVA Obrigações, ficando o nome fundo com esta designação. A Popular Gestão de Activos incorporou os fundos Popular Private Multiactivos I e III – FEI no Private Multiactivos I, passando o novo fundo a designar-se Popular Private Multiactivos – FEI.

Aos participantes dos fundos, a gestora explicou que os fundos I e III “tinham um valor de gestão muito baixo que dificultava a gestão dos mesmos” e por esse motivo foram incorporados no I, “que já era o maior e que assim fica ainda com uma maior massa crítica para permitir uma maior diversificação do mesmo”.

Quanto a novos fundos, em Março não foi lançado qualquer um, a exemplo do mês anterior, tendo sido constituído nos três primeiros meses do ano apenas o Banco BIC Investimento, gerido pela Dunas Capital.

No mês de Fevereiro registou-se apenas a liquidação de um fundo, de acordo com o relatório mensal divulgado pela APFIPP, o Espírito Santo Rendimento Fixo VI – FEI, por ter chegado ao termo do período de actividade previsto nos respectivos documentos constitutivos.

No total, no final do primeiro trimestre deste ano havia 258 fundos de investimento mobiliário em actividade, menos uma dezena que no final de 2012.

Empresas

O Mais Lido

Próximos eventos