Tags: Negócio |

Mapa da distribuição global de fundos de investimento


O mapa da distribuição global de fundos, publicado estes dias pela PwC, mostra que no final de dezembro de 2013, a oferta de fundos transfronteiriços, em todo o mundo, alcançava os 76.500 produtos. Comparando com o ano anterior, o crescimento é assinalável com mais 4.254 fundos novos.

Contudo, é de salientar que a tendência de crescimento na distribuição de fundos transfronteiriços não foi homogénea em todas as regiões. Assim, o aumento de 7% assistido na Europa (mais 4.306 fundos), do continente Americano (9%) e Africano (20%) contrasta com a redução registada na Asia-Pacífico (-3%) e na região do Médio Oriente (-17%). Do total de fundos transfronteiriços que, de acordo com o relatório, existiam no final do ano passado em todo o mundo, 34% eram comercializados em três ou quatro mercados, 31% eram distribuídos entre cinco a nove e 17% entre 10 a 17 mercados, nada muito diferente do observado em 2012.

Portugal também cresce

Segundo o relatório da consultora, a tendência de crescimento também se verificou no nosso país. Assim, no fecho de 2013, existiam registados mais 276 fundos transfronteiriços do que em 2012, o que corresponde a uma variação anual de 23%. No total, somam-se 1.497 produtos nesta condição. Sublinha-se ainda que no mercado nacional a maioria dos fundos distribuídos têm como domicílio o Luxemburgo. 

Luxemburgo mantém-se como destino preferido para a domiciliação

Dos 76.500 fundos transfronteiriços registados em todo o mundo, 67% estavam domiciliados no Luxemburgo, surgindo a Irlanda em segundo lugar, embora com uma percentagem significativamente mais baixa (19%). Países como Reino Unido, França também constam como destinos para a domiciliação de fundos, embora com percentagens inferiores a 5%.

Tipo de produto

Quase metade dos transfronteiriços (52%) correspondem a fundos de ações, 24% a produtos de obrigações e 11% a multiativos. Apenas na Europa, a divisão entre estas três classes de ativos é mais equiparada, com 37% em fundos de ações, 23% em fundos de obrigações e 24% em multiativos.

Quais as gestoras que registam mais fundos, em todo mundo?

Dos 71 países analisados, a Franklin Templeton repete a liderança, sendo a gestora com mais fundos registados em maior número de países, mais propriamente, 50. Seguem-lhe o HSBC (43 países), a BlackRock (41), BNP Paribas IP (38), Fidelity Worldwide Investment (37), Deutsche Asset & Wealth Management (32), Allianz Group (32) e J.P. Morgan AM (32). 

 

Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos