Tags: Negócio |

Manter o emprego é a principal preocupação dos investidores portugueses


Os investidores portugueses foram, na Europa, de acordo com um estudo da Schroders European Wealth Index, aqueles que se mostraram mais preocupados no que se refere à segurança do emprego – um em cada quatro (25%) disseram estar preocupados em manter o seu emprego, face a uma média europeia de 16%. Conseguir alcançar um crescimento significativo dos seus investimentos e poupanças surge como segunda inquietação dos investidores portugueses (23%). Em terceiro lugar, o receio dos investidores portugueses vai para a actual instabilidade económica do país e 17% disseram estar preocupados com a forma como irão enfrentar as perspectivas de aumentos fiscais e as medidas de austeridade.

Carla Bergareche, directora geral da Schroders Espanha e Portugal, afirma que “a nossa pesquisa sugere que os investidores da Europa têm sofrido o impacto da crise económica e que muitos deles estão preocupados com o próximo ano. O desafio de assegurar o crescimento é significativo mas estamos a assistir ao ressurgimento do interesse pelo aconselhamento financeiro em toda a Europa. Apesar das pressões que causam, os mercados voláteis também oferecem oportunidades aos investidores e, com o aconselhamento financeiro apropriado, muitos investidores poderão rever e recentrar as suas estratégias de investimento numa tentativa de não se desviarem dos seus objectivos de longo prazo.”

O estudo anual acompanha os comportamentos dos investidores com rendimentos elevados e oferece uma visão do seu estado de espírito numa altura em que a Europa atravessa um período de grande transição. A Schroders inquiriu 1.341 investidores com rendimentos elevados em 12 países, perguntando-lhes quais pensavam que iriam ser os seus principais motivos de preocupação nos próximos doze meses.

Empresas

Próximos eventos