Tags: Obrigações | Ações |

Mais dívida emitida e juros mais baixos


Foi o segundo leilão realizado pelo Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) no mês de fevereiro para um prazo de maturidade de 10 anos. E pela segunda vez consecutiva conseguiu bater o recorde de juros mais baixos.

Na emissão de hoje o Estado Português colocou praticamente 1.500 milhões de euros a uma taxa de juro de 2,0411%. Este valor é superior ao intervalo que estava previamente assinalado entre os 1.000 e os 1.250 milhões de euros, mas as condições favoráveis em relação à taxa de juro (a mais baixa de sempre) e uma procura de 1,8x fez com que a emissão fosse maior. Face ao último leilão realizado a 11 de fevereiro, a taxa de juro passou de 2,4914% para 2,0411%.

Filipe Silva, diretor da Gestão de Activos do Banco Carregosa afirmou, em comunicado, que “foi mais um mínimo histórico e a estes preços faz todo o sentido Portugal financiar-se no mercado e ganhar folga para amortizar antecipadamente o empréstimo da Troika, que foi feito a taxas mais altas. Nas duas emissões a 10 anos feitas desde o início de 2015, forma batidos mínimos históricos sucessivos. Há um ano a taxa de emissão a 10 anos rondava os 6%. A descida nos custos de financiamento é notória.”

Profissionais
Empresas

Outras notícias relacionadas


O Mais Lido

Próximos eventos