Tags: Negócio |

Mais de 60 entidades estrangeiras registadas em Portugal


Já são mais de seis dezenas as entidades estrangeiras que apresentam fundos registados em Portugal, segundo dados publicados pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). Comparando com a última atualização realizada pela Funds People Portugal, encontramos mais duas entidades a operar no nosso país: a Wellington e a T. Rowe Price. A entidade comercializadora em Portugal da Wellington é o Banco Comercial Português enquanto que no caso da T.Rowe Price é o Banco Best, conforme lhe tínhamos dado conta aquando desse lançamento.

Já em relação ao número de produtos disponíveis, houve um aumento para 130. Desses, 123 são UCITS com os restantes 7 a serem fundos não harmonizados. No total existem cerca de 2.500 sub-fundos. Já em termos de distribuição por países, o Luxemburgo lidera com cerca de 80% do total dos sub-fundos, com a Irlanda na segunda posição com quase 13%.

Além das entidades com a sua génese a ser nacional, como é o caso da Atrium, do BPI por meio do BPI Global Investment Fund Management Company e ainda a GNB Gestão de Activos com o seu braço luxemburguês, ainda denominado de ESAF International Management, existem também as seguintes entidades internacionais registadas em Portugal: Alken, Alliance Bernstein, Allianz, Amundi, AXA, Barclays, BBVA, BlackRock, BNP Paribas, BNY Mellon, Bradesco, BTG Pactual, Comstage, Credit Suisse, Dexia, DWS, Edmond Rotschild, Ethna, Eurizon, F&C, Fideliy, Franklin Templeton Investment, GAM, GLG Partners Asset Management, Goldman Sachs, Henderson, HSBC, ING, Invesco, J.P. Morga, Julius Baer, Legg Mason, MDO Management Company, Merrill Lynch, MFS Meridien Funds, Mirabaud, Morgan Stanley, Muzinich, Neuberger Berman Investment Funds, Nevastar Finance, NexAM, Nomura, Nordea, Pictet, Pimco, Pioneer, RBS, Santander, Schroders, Silk  Invest, Skandia, Threadneedle, T.Rowe Price, UBS, Union Bancaire Privée, Vontobel e Wellington.

Empresas

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos