Tags: Obrigações | Ações | EUA | Japão |

Japão e EUA fixam taxas de juro esta semana


A última semana do mês de abril começa com informações respeitantes à Alemanha. Esta segunda-feira, dia 28, o país liderado por Angela Merkel sabe o índice de preços de importação no mês de março, mas também os resultados das vendas de retalho no mesmo mês. Nos EUA o destaque vai para o número de casas pendentes para venda, também no terceiro mês do ano. Em Portugal, é dia da Impresa divulgar os seus resultados referentes ao primeiro trimestre do ano.

Terça-feira, as atenções viram-se para o Reino Unido, onde são conhecidos dados sobre o PIB nos primeiros três meses do ano. Ao nível da zona euro sabem-se indicadores como a confiança do consumidor ou Industrial. Em Portugal, são revelados também números relativos à confiança do consumidor e de negócio, enquanto ao nível empresarial são revelados os resultados trimestrais da Galp Energia e da Jerónimo Martins.

Olhos postos nos EUA

 Dia 30, quarta-feira, as atenções dos investidores viram-se para o Japão, onde é fixada a taxa de juro, que antecede a habitual conferência de imprensa levada a cabo pelo Banco do Japão. Também nos EUA é dia de novidades na política monetária do país, pois é fixada a taxa de juro. Neste mesmo dia a Fed irá fornecer novidades acerca do seu programa de compras de ativos. Segue-se o discurso do Comité de operações de mercado aberto da Reserva Federal.

Quinta-feira, 1 de maio, dia do trabalhador, é feriado em Portugal mas também noutros países europeus. As novidades mais destacáveis chegam portanto dos EUA, onde as atenções se viram para o discurso da presidente da Fed, Janet Yellen. No Reino Unido é dia de se saber como foi o consumo de crédito em março, tal como o PMI de Manufactura no mesmo mês.

A fechar a semana, dia 2, será revelado o PMI de manufactura ao nível da zona euro, mas também em alguns países europeus, como é o caso deEspanha, Alemanha ou França. Ao nível europeu sabem-se também dados sobre a taxa de desemprego. Do outro lado do Atlântico é a vez dos EUA receberem informações sobre o número de desempregados.

Noss leilões da dívida, segunda-feira é dia dos EUA irem aos mercados financiar-se, a par da Itália, Alemanha e França. Terça-feira, a Itália vai novamente aos mercados, enquanto no dia seguinte é a vez da França.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos