Investir como Warren Buffett ou George Soros utilizando um único ETF


“A maneira mais fácil de investir como um milionário seria começar com um milhão de dólares. Mas como provavelmente esse é um valor que não possui, a melhor forma de investir como um milionário envolve um ETF com uma metodologia convincente”, explica o jornalista Chuck Jaffe no cabeçalho da MarketWatch. Jaffe refere-se à estreia em bolsa, no passado dia 1 de agosto, do fundo cotado Direxion iBillionaire Index ETF.

A ideia inicial é simples: um ETF que replica um conjunto de títulos nos quais  investem gurus como Warren Buffett, George Soros ou Carl Icahn. “Pense num fundo como um ETF que replique o S&P 500 que exclui as 470 empresas que os gurus dos hedge funds menos gostam”, aponta Charles Sizmore, colaborador da Forbes.

Todas as empresas integradas no selectivo Billionaires Index têm a mesma ponderação (3,33% em cada caso), o que pressupõe realizar apostas de alta convicção em ações que na verdade têm ponderações muito distintas dentro do S&P 500. Entre as cotadas há nomes conhecidos como Mastercard, Google  ou eBay, mas também empresas menos conhecids do público em geral, como a Micron Technology. O índice replicado está em funcionamento desde o passado mês de outubro, e neste período de tempo gerou um retorno de 16% em relação aos cerca de 11% do S&P 500.

Outros competidores

O Direxion iBillionaire Index ETF é o último de uma lista de ETF criados pelos mesmos motivos ou outros similares. Destaca-se nesta categoria o Global X Guru index ETF, lançado em 2012. Este fundo cotado replica uma série de empresas equiponderandas – entre as quais se destacam nomes como Baidu, YPF ou Pandora Media – que resultam de uma triagem das principais posições dos hedge funds de maior tamanho: em vez dos 20 multimilionários nos quais o iBillionaire se fixa, são tomados como referência 75 fundos.

O AlphaClone Alternative Alpha ETF também segue a filosofia do Global X Guru index ETF, mas no seu caso replica as estratégias com mais êxito de hedge funds e investidores institucionais, replicando para isso o índice AlphaClone Hedge Fund Long/Short. A diferença para os outros casos é que as ações contam com distintos pesos dentro da carteira, e é-lhe permitido investir em estratégias curtas. Este ETF, também criado em 2012, tem entre as suas dez principais posições empresas como Valeant Pharma, Apple ou Time Warner

Outras notícias relacionadas


Anterior 1
Anterior 1

Próximos eventos