Tags: Consultoria |

Investimento em fundos duplicou em 2015 nas carteiras das gestoras de patrimónios


No final do ano passado os ativos sob gestão das sociedades que gerem patrimónios ascendiam a 59.718 milhões de euros, de acordo com os dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP). Esse valor, no final do ano, representava 91‎,5% ‎do valor global das carteiras ‎sob gestão discricionária em Portugal ‎(‎Fonte ‎- ‎CMVM‎). Comparando com o final do mês de novembro, houve um decréscimo de 0,6%. No entanto, em relação ao final do ano anterior, o segmento sofreu um incremento superior a 10%, ou seja, mais de 5,5 mil milhões de euros.

Investimento em fundos evoluiu positivamente

Analisando as aplicações das sociedades que gerem patrimónios em Portugal, por mercado de investimento, verificamos que os fundos de investimento tiveram um impacto bastante positivo.

Os dados da Associação apontam para um aumento superior a 50% no investimento em fundos de investimento, que se cifrou, em termos monetários, numa subida de 2.172 milhões, para um total de 6.349 milhões de euros. Em termos de “análise regional”, o maior aumento ocorreu na União Europeia, onde o incrementou se situou em quase 59%, ou seja, mais 1.403 milhões de euros. No final do ano o investimento em fundos localizados na União Europeia atingia mais de 3.788 milhões de euros.

O mesmo comportamento foi notado nos fundos domiciliados em Portugal, onde houve um crescimento de 43% para 1.818 milhões de euros. Em termos monetários esse aumento foi superior a 550 milhões de euros. Já no investimento em “outro países”, ainda no segmento de fundos de investimento, o aumento foi de 218 milhões para 741 milhões de euros, ou seja, um incremento superior a 41%.

Valores mobiliários também aumentem

Também o investimento em valores mobiliários, excepto fundos de investimento, sofreu um aumento no decorrer do ano passado. Em 2015 o valor das aplicações nestes ativos cresceu quase 9% para mais de 45.389 milhões de euros. Já o investimento nos valores mobiliários nacionais sofreu uma subida de 7,45% para  19.410 milhões de euros, mais de 1.345 milhões do que no final de 2014.

Outras notícias relacionadas


Próximos eventos